Alguns pensam que Jesus pegou muito pesado com os casados quando declarou que “qualquer que olhar para uma mulher desejando-a, já cometeu adultério” (Mt5:28). Eu não concordo.

O grande problema é que Jesus sabia do perigo do fenômeno chamado “amante Frankenstein”. Vou tentar explicar melhor.

Não tem como um relacionamento estar “nas oitavas maravilhas” o tempo todo e é quando o nosso relacionamento está em baixa que o perigo do fenômeno aparece.

Vamos usar o exemplo de um homem que está passando por uma fase mais difícil no casamento: depois de um dia estressado ele sai para dar uma volta e percebe uma menina que ao passar troca um olhar e um sorriso provocante com ele, ele registra esse momento em seu coração, pois está frágil e acredita que não tem nada demais, afinal,foi apenas um sorrisinho.

No outro dia, a secretária do seu chefe veio com um vestidinho muito provocante, e ela para pra perguntar algo que ele já nem se lembra , pois não conseguiu tirar os olhos do vestido.Ele registra o vestido em sua mente, que por sinal era muito bonito mesmo.

O problema é que três dias depois, ao abrir a sua caixa de e-mail, viu que recebeu um Spam com a propaganda da Playboy daquele mês, ele nem clicou na foto, pois sabe que pode ser vírus, mas ficou encantado com os seios maravilhosos daquela atriz. E assim foi, dia após dia, com pequenas olhadas e inocentes registros montando uma mulher “perfeita” em sua mente. O que ele não sabe, ou não quer saber, é que esta mulher vai ganhar vida e se chamará mulher Frankensein.

Quem nunca ouviu, pelo menos de forma rápida, a história do monstro Frankenstein, a história de um cientista chamado Victor que, insatisfeito com sua vida, constrói uma criatura com partes humanas e dá vida a ela. A criatura que foi denominada com o sobrenome do seu criador, Frankenstein, com o tempo percebe que era diferente de todos os homens e não tinha uma parceira à altura. O monstro exige que seu criador, Victor, crie uma companheira para ele, e quando Victor se recusa a fazer tal coisa o monstro o ameaça e o persegue até matá-lo.

É isso que acontece quando o amante ou a amante Frankenstein ganha vida, a pessoa que está do teu lado, às vezes durante anos, e que tem feito de tudo por você, não tem mais valor. Não é como a mulher perfeita de nossas mentes a mulher Frankenstein. E esse monstro que agora ganhou vida te perturba e se mistura com você, cobra para si um par perfeito.

É quando você tenta fugir e é tarde demais. O monstro vai atrás de você até matar seu casamento com uma outra mulher qualquer, que não chegava aos pés da sua, mas que você, na escuridão de sua mente, a incorporou a sua amante chamada Frankenstein.

Sei que este artigo acabou em uma tragédia, assim como a história de Frankenstein também. Por isso é que Jesus já avisa que o adultério está no coração e que tudo começa com um simples olhar.

  1. Interessante o artigo! Mas é muito importante lembrar que o fenômeno “mulher Frankenstein” é igualmente nocivo para os solteiros também. Além de ser uma aberração criada pela fantasia masculina, tem efeito devastador nos critérios com os quais escolho minha companheira. Que Deus nos livre dessa ilusão. Que nos ensine a admirar e valorizar as mulheres de verdade que, assim como nós, têm suas virtudes e limitações. Mulheres de valor, integrais, que merecem todo o nosso amor e dedicação! Que Deus nos abençoe!

  2. Sapão - André Luís Oliveira

    Excelente texto, descobri seu blog hoje e você retratou muito bem a situação, dando ênfase bíblica e usando parábolas ainda

  3. Gabriela Liebert Marold :)

    Essa é uma parábola sobre o “adultério mental” que resulta no adultério em si. Texto excelente!!!P.s: Já dei um ctrl+v e mandei pro marido… heheheh

  4. Artigo lido, apreciado e copiado pra meu blog com citação da fonte…ops…e enviado por e-mail a todos os meus amigos.Deus abençoe vc nesse ministério tão diferenciado mas segundo o coração de Deus.

  5. tenho uma leve impressão de que os ensinamentos de Jesus são “meio puritanos”. Aposto que você não aprendeu esses conceitos com a pregação daquele cara que diz que na primeira olhada ainda não é pecado né? hahahaAbraços

  6. Marquinhos, você mandou muito bem, essa é realidade que vivemos, e temos que aprender a lidar com ela diariamente, para não fazer besteira. Como diz a minha digníssima esposa, vigiaaaaaaaaaaaaa…Muita sábia ela, heheheehehe.

  7. pelo que vi nos comentários do blog o seu texto foi publicado faz muito tempo, mas o assunto continua sendo atual, gostei de ler suas aplicaçoes e imaginei essas situaçoes ocorrendo… e fiquei feliz por amar minha esposa como Cristo quer que eu a ame, assim, nao correrei tal risco.. parabéns pelo texto.

  8. infelizmente esse tema sera colocado no ar numa novela da globo q ressaltara isso o pior que colocara isso nas mentes das pessoas de forma normal levando-os a achar graça de um assunto o qual deve ser discutido para preservar-nos e nao motivar-nos ou rirmos da situaçao … orar e vigiar pq o diabo é astuto!! sera que assistiremos e iremos rir ou oraremos para q nao aja consequencia na mente das pessoas!!!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>