10799_10151365339173379_1658564917_n

A cada ano que passa, recebo, no meu aniversário, mais recados na internet e menos abraços. Tudo começou com a popularização do celular há alguns anos. Meus amigos e familiares começaram a me ligar no dia do meu aniversário e deixaram de vir me visitar para me dar um abraço, desejar um feliz aniversário e comer um bolinho da minha mãe. Mas foi depois das redes sociais que todos sumiram de vez.

Agora, quando chega o meu aniversário, acesso a internet e gasto horas lendo todos os recados maravilhosos que recebo. São de pessoas de longe, de perto, e, o mais engraçado, dos meus vizinhos também. O problema é que leio no fim das frases “bjs e abraços”, mas não os sinto. O fato de só lê-los não me faz sentir que realmente fui lembrado e visitado.

Por sinal, estou ficando neurótico. Não sabia que tantas pessoas faziam aniversário a cada dia. Todo dia vejo na minha conta uma lista de pessoas que nem conheço tão bem assim, mas vi em um acampamento ou evento, que estão fazendo aniversário. Pelo fato de a rede social me lembrar, me sinto na obrigação de mandar um recado, mesmo sabendo que, se não fosse o Orkut, Facebook, Google+ ou um programa do meu celular, não haveria a mínima possibilidade de eu saber que este colega estaria fazendo aniversário.

O que fazemos com esta pressão? Mandamos um recado por desencargo de consciência!

Por isso lanço esta campanha solidária, em que deixo bem claro que troco cem recados de “feliz aniversário” por um abraço.

Não sei no mercado de valores quanto está valendo um abraço, mas sei que, proporcionalmente, para mim: cem recados valem um abraço – os recados animados estão muito mais desvalorizados: mil por um –; uma mensagem inbox (direct message) está valendo 45 por um; um telefonema está valendo vinte por um; e uma carta de correio escrita à mão está valendo cinco por um.

Essa grande tabela de valores muda todos os dias, mas de uma coisa eu tenho certeza: quando paramos pra avaliar mesmo o que nos faz nos sentir amados pelos nossos amigos, os recados na internet não estão valendo nada. Por isso fique sabendo que, quando você vir minha foto e de muitos amigos com quem tenho conversado na lista de aniversariantes de sua rede social, estamos trocando cem recados da internet por um abraço.

  1. Nossa… sei bem o q é isso… no último dia 12 de julho fiz aniversário e contabilizei mais de 300 scraps, cada um mais lindo q o outro mas nao recebi quase nenhum abraço… não foi um dia tão feliz como eu esperava mas um abraço em especial eu sei q pude contar… o do amado da minha alma, q como sempre traz consolo e refrigério! Adorei o texto!!!! Deus abençoe sua vida! Te admiro mto!Abraços!!!

  2. Ano passado eu fiz de brincadeira assim: deixei o ano inteiro a data do meu aniversário pra quem quisesse ver. Uns 5 dias antes, eu tirei os dados do perfil, pra ‘testar’ quem realmente lembrava e quem só cedia à “pressão dos lembretes do orkut”.O resultado foi bem interessante, pouquíssimas pessoas realmente lembram…

  3. asokpaoskaposkpaoksaposkaposkcara nem te conheço mas adoraria te dar um abraço agora pena que eu não sei onde você mora mas Deus abençoe você grandemente.BJs e ABRAÇOSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSatt,Gabriel

  4. [i]Caraa…PRa mim foi tudo tão diferente..No meu orkut recebi poucos parabéns..Mais realmente muitas pessoas vieram em minha casa, Me encontravam na rua e me deram abraços, carinhos…Fiquei tão feliz e esse dia foi 04 fevereiro…Um dos dias mais felizes da minha vida que Deus abeçou gradamente….BjooABRAÇOOOSSSS

  5. Isso é uma verdade…No meu aniversario tive muitos scraps e poucos abraços…Mais neste momentos descobrimos quem realmente é proximo.Até porque é impossível lembrar de tanta gente.Fica com Jesus!!!Deus te abençoe pela visão.

  6. Rs… Os scraps são mais rápidos, impessoais, bonitos, não comprometedores, frios. Te confesso que não gosto de recebê-los e por isso não os envio. Se estou longe da pessoa, escrevo com minhas palavas, que podem até não ser tão bonitas e perfeitas, mas são sinceras e cheias de carinho!! Não sei qual é o dia do seu aniversário, mas se pudesse tb te daria um abraço!!! rsCom carinho Lu

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>