A única forma de combater um script do mal é criando um script do bem

Por Elsie Gilbert

Fazendo uma pesquisa rápida pelas máquinas de busca na internet, encontrei relatos de 16 adolescentes brasileiros que nestes últimos 15 dias atentaram contra suas próprias vidas, sendo que 4 não foram socorridos a tempo; morreram! Este seria o grande final depois de uma série de passos preparatórios propostos por um jogo chamado Baleia Azul. O jogo tem como principal público alvo crianças, adolescentes e jovens de 10 a 20 anos Ele recruta candidatos dispostos a encarar 50 dias de desafios pela internet.

Estes números são assustadores se levarmos em conta que a taxa de mortalidade por suicídio no Brasil é uma das mais baixas no mundo (4,1 por 100 mil habitantes ao ano) e que a faixa etária de 15 a 29 anos apresenta um risco relativo menor do que se comparado ao risco de pessoas acima de 60 anos.  O e está acontecendo? (Fonte: INSEER)

O fato é que suicídio é um fenômeno pouco compreendido por todos nós. Há indícios, no entanto, de que este é um assunto para ser tratado de forma global e que tem muito mais a ver com os aspectos sociais que nos rodeiam do que é a princípio aparente.

Isto já aconteceu antes?

Minha pergunta é, será que em outro lugar do planeta, talvez em outra época, algo semelhante já tenha acontecido? Tal epidemia de suicídios foi estudada? Podemos aprender com estas experiências do passado, antes que mais vidas se percam entre nós?

No livro Tipping Point, Malcolm Gladwell faz um breve relato a partir de vários estudos conduzidos na década de 80, pelo antropólogo Donald Rubinstein no complexo de pequenas ilhas no Oceano Pacífico conhecido como Micronésia. O texto abaixo foi publicado em 2000. Veja como Gladwell relata a situação:

No começo dos anos 60, suicídio nas ilhas da Micronésia era algo quase desconhecido. Mas, por razões que ninguém sabe apontar com precisão, os índices começaram a aumentar dramaticamente, a passos largos, ano a ano, até que na década de 80 havia mais suicídios per capita na Micronésia do que qualquer outro lugar no mundo. Para jovens do sexo masculino com idades entre 15 a 24 anos, a taxa de suicídio nos Estados Unidos é de 22 por 100.000. Nas ilhas da Micronésia, a taxa é de aproximadamente 160 por 100.000 – sete vezes maior. Mais >