Que tal aproveitar este material para promover a prevenção antidrogas para crianças com as quais você convive? Trata-se de uma historinha criada nos estúdios Maurício de Souza na qual a Turma da Mônica ajuda um colega a sair das drogas. O material ajuda a criança a compreender os efeitos das drogas assim como as consequências do envolvimento com o tráfico. Ao final, como não poderia deixar de ser, a historinha acaba com um final feliz: uma coelhada da Mônica garante a prisão do carinha do mal.

A iniciativa não é nova e foi resultado de uma parceria entre a Secretaria Nacional Antidrogas e o Departamento de Projetos Especiais dos Estúdios Maurício de Souza. Ela está disponível no site do Instituto Cultural Maurício de Souza, juntamente com muitos outros quadrinhos da Turma da Mônica que podem tornar o tempo da garotada na internet bem mais educativo. Confira!

 

 

 

 

Nove fatores; a pobreza, a baixa escolaridade, a exploração do trabalho infantil, a privação da convivência familiar e comunitária, os assassinatos, a gravidez, a exploração e o abuso sexual, o uso e abuso de drogas e as doenças sexualmente transmissíveis e o hiv/aids, por causa da desigualdade brasileira. Afetam de diferentes maneiras os 21 milhões de adolescentes de 12 a 17 anos. As quatro formas de desigualdade são: Cor da pele, ser adolescente homem ou mulher, ter algum tipo de deficiência, e o local onde vive.

Continue lendo →

Leve seu filho, filha, neto, neta, sobrinho, sobrinha, aluno, aluna ou qualquer criança do seu convívio a participar do IV Concurso Pintando o Natal promovido pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB). O objetivo do concurso é resgatar o significado do natal para as crianças de 4 a 12 anos. Para participar do concurso, a criança tem de mandar um desenho com temas natalinos, feitos em papel A4. Esses trabalhos serão avaliados em três categorias de acordo com as faixas etárias: de 4 a 6 anos, de 7 a 9 anos e de 10 a 12 anos.

Inscreva o desenho da sua criança pelo correio ou pessoalmente no  Museu da Bíblia até o dia 30 de novembro. O endereço para envio pelo correio é: Av. Pastor Sebastião Davino dos Reis, 672 – V. Porto – CEP 06414-007 – Barueri – SP. No dia 9 de dezembro serão divulgados os resultados dos dois primeiros colocados. Eles terão seus trabalhos expostos no Museu da Bíblia e publicados na revista A Bíblia no Brasil. O prêmio para os finalistas será um um kit contendo publicações bíblicas próprias para crianças.

Aconteceu no dia 22 de outubro, no Seminário Betel, Rio de Janeiro, o lançamento do livro “Para falar de criança: teologia, Bíblia e pastoral para a infância”. O evento contou com a participação de 300 seminaristas de diversas denominações. Durante o lançamento houve um debate com Harold Segura, diretor para América Latina de relações eclesiásticas e identidade cristã da Visão Mundial e organizador da versão em espanhol, e com Ariovaldo Ramos, teólogo, conferencista e escritor de um capítulo do livro.  O livro conta com a participação de 12 escritores, sendo eles: Ariovaldo Ramos, Edésio Sánchez, Francisco Mena, Jorge Enrique Barro, Josías Espinoza, Juan José Barreda, Karin H. Kepler Wondracek, Malena Manzato, Nicolás Panotto, Pinky Riva, Ruth Alvarado, Taís Machado. A organização do conteúdo brasileiro foi feita por Welinton Pereira, assessor para relações institucionais da Visão Mundial no Brasil.

Veja o que diz Eduardo Nunes, diretor de Programas e Ministério Integrado da Visão Mundial na América Latina e Caribe:

Muito se diz que as crianças são o futuro, de que é preciso investir nelas, ensiná-las para que tenham um bom futuro etc. Tudo isto é verdade. Mas não toda. Crianças não têm apenas futuro, têm presente e até algum passado. Crianças não são rascunhos
de seres humanos adultos. Ao contrário, Jesus afirma que as crianças são modelos para os adultos. São modelos para cidadãos
do Reino. Esta constatação simples e revolucionária está no fundamento deste livro. Escritos a partir de diferentes perspectivas, mas que atingem uma unidade pela cuidadosa organização de Harold Segura e Welinton Pereira, estes textos são um convite a nos tornarmos “como esses pequeninos” na maneira de lermos a Bíblia. Uma conclamação à transformação pela criança.
— Eduardo Nunes, diretor de Programas e Ministério Integrado da Visão Mundial na América Latina e Caribe.

 

Para adquirir o livro, entre em contato com a Editora Novos Diálogos

Muitas crianças e adolescentes vivem hoje nos Estados Unidos sem a presença do pai. Estima-se que este número já ultrapasse os 25 milhões, o que representa 33% das crianças e adolescentes de até 18 anos. Sua experiência pessoal e a realidade brutal evidenciada pelos números levaram Jonh Sowers a fundar uma organização cujo nome é “The Mentoring Project”, na cidade de Portland, Oregon.

Continue lendo →

Temos endereços de 1509 projetos sociais cristãos espalhados por todo o Brasil! Destes, 574 são associados a um dos 37 parceiros que compõem a Rede Mãos Dadas hoje. Os outros 835 são organizações que entraram em contato conosco pelo interesse que tinham de receber a revista Mãos Dadas. Isto significa que nós reunimos, ao longo desses 12 anos da Rede Mãos Dadas, todas estas organizações como resultado direto das ações de comunicação compostas pelo site e revista. Você já imaginou o que juntos podemos fazer pela causa da criança brasileira? Continue lendo →

Ulisse frequenta uma paróquia no México onde acontece a Catequese do Bom Pastor. Esta catequese é um modelo de educação cristã criado por Sofia Cavalletti,  uma educadora católica leiga cuja trajetória contou com mais de 50 anos de dedicação a um alvo muito simples porém de vital importância para a fé cristã: ajudar a criança a chegar a Deus! Continue lendo →