segundas-1024x231Por Elsie Gilbert

Você já se viu numa situação em que se percebe pedalando, pedalando, sem contudo sair do lugar? Parado na vida. Não parado no sentido literal porque afinal você não pode parar de remar e está cansado. Parado porque não avança e todo o esforço que você faz parece ser em vão.

Acho que é nesta situação que os discípulos de Jesus se encontravam naquele dia que, logo depois do milagre da multiplicação dos pães e peixes, Jesus os obriga a atravessar o mar enquanto ele sobe a um monte para finalmente ficar só.

“Os que comeram foram cinco mil homens.
Logo em seguida, Jesus insistiu com os discípulos para que entrassem no barco e fossem adiante dele para Betsaida, enquanto ele despedia a multidão.
Tendo-a despedido, subiu a um monte para orar.
Ao anoitecer, o barco estava no meio do mar, e Jesus se achava sozinho em terra.
Ele viu os discípulos remando com dificuldade, porque o vento soprava contra eles. Alta madrugada, Jesus dirigiu-se a eles, andando sobre o mar; e estava já a ponto de passar por eles.” Mc 6.44-48

storm_coming_on_sea-1600x1200Na verdade, se você ler cuidadosamente os relatos anteriores a esta passagem, verá que este é o fim de um dia muitíssimo cansativo que tinha começado com um convite para um retiro espiritual. Jesus tinha chamado seus discípulos para ir para um lugar deserto como uma forma de se recuperarem da tarefa árdua de conduzir multidões. Eles não tinham tempo para nada, nem para comer.

“Ele lhes disse: Vinde a um lugar solitário, à parte, e descansai um pouco. Pois eram muitos os que vinham e iam, e nem tinham tempo para comer.
Então foram sós na barca a um lugar deserto.” Mc 6.31-32 Continue lendo →

A nossa história de hoje, foi uma sugestão enviada pela Denise Maranhão, coordenadora do projeto Bem Estar do Menor.

480816_522889841106966_165772267_n-600x401Em abril de 2013, aconteceu a Feira do Livro de Bogotá e um dos maiores sucessos foi um livro chamado “Casa das estrelas: o universo contado pelas crianças”. Nele, há um dicionário com mais de 500 definições para 133 palavras, de A a Z, feitas por crianças.

O curioso deste “dicionário infantil” é como as crianças definem o mundo através daquilo que os adultos já não conseguem perceber. O autor do livro é o professor Javier Naranjo, que compilou informações durante dez anos durante as aulas. Ele conta que a ideia surgiu quando ele pediu aos seus alunos para definirem a palavra criança e uma das respostas que lhe chamou atenção foi: uma criança é um amigo que tem o cabelo curtinho, não toma rum e vai dormir cedo. Continue lendo →

claves

Curso Claves 2015

O prazo para as inscrições na Formação de Capacitadores do CLAVES na metodologia BONS TRATOS EM FAMÍLIA está acabando.

Interessados deverão entrar em contato com a Luciana Noya, até o dia 8 de fevereiro.

 

MÓDULO 1 PRESENCIAL
Tema: “Formação teórica, metodológica e vivencial na proposta Bons Tratos em Família”
Duração: 4 dias
Data: 4 a 7 de março de 2015
Local: Belo Horizonte – MG, Brasil.

MÓDULO 2 VIRTUAL
Tema: “Família, Ontem e hoje”
Duração: 6 semanas
Data: 23 de março a 03 de maio de 2015
Local: Virtual

MÓDULO 3 VIRTUAL
Tema: “Promoção de espaços emocionalmente seguros”
Duração: 6 semanas
Data: 25 de maio a 05 de julho de 2015
Local: Virtual

MÓDULO 4 VIRTUAL 
Tema: “Desenvolvimento de Crianças e adolescentes.” Duração: 6 semanas
Data: 03 de agosto a 13 de setembro de 2015
Local: Virtual

 

INFORMAÇÕES DE CONTATO:
Luciana Noya
luciananoya@claves.org.uy / skype: luciana.noya
Telefone: (31) 84462950 / (31) 25594472

Para mais informações e condições de pagamento clique aqui!

Por Elsie Gilbert

Chegou aos ouvidos de Herodes a fama de Jesus bem no começo do seu ministério. Herodes procurou vê-lo e Jesus se retirou para o deserto. Que interessante! Imagino que a atitude de Herodes não era a mesma da atitude de Nicodemos. Ele deve ter cogitado uma de duas coisas: “Acabo de degolar um aproveitador e agora um outro já começou a fazer gracinha?” ou quem sabe sua atitude foi: “Degolei um profeta e agora estou em maus lençóis com Deus? Ele deve ter ressuscitado o profeta para se vingar. Quanto mais rápido eu agir, melhor.”

DesertoQualquer que tenha sido a atitude de Herodes, Jesus tinha toda razão de evitar este encontro e portanto ele se retira para o deserto. O pai deste atual Herodes tinha tentado matá-lo quando bebê, e num acesso de ira tinha mandado degolar todas as crianças do sexo masculino de 2 anos para baixo em Belém.

Fico imaginando se alguns hoje não tentam se aproximar de Jesus com as mesmas intenções de Herodes. “Já destruí um da sua espécie uma vez, destruirei você também! Será que não há inimigos verdadeiros, trabalhando hoje contra Jesus, degolando aqueles que o sequem de verdade? Será que as pessoas que trabalham em obras sociais se arriscam a encontrar os Herodes de hoje, mais cedo ou mais tarde? Tenho encontrado discípulos de Jesus que já tiveram esta experiência muito real em suas vidas. Os Herodes de nosso tempo rejeitam tudo que seja bom, honesto. Sagrado. Acredito que eles todos têm uma coisa em comum: eles desprezam e odeiam as crianças, porque o coração delas é puro e estão abertas às coisas de Deus.   Continue lendo →

Recontando

Hum… Entendi não! Pode falar tudo diferente?

Todos nós um dia, passamos por apuros com nossos filhos, não é verdade? E quando eles perguntam algo que não é tão apropriado para a idade deles, o que fazer? Como explicar de forma diferente?

A jornalista Simone Ronzani, conseguiu resolver este problema! Em 2009 a ideia de fazer jornalismo para crianças, surgiu quando seu filho Henrique (com quatro anos na época) questionou a mãe para saber detalhes de um incêndio ocorrido em sua cidade.

“No dia seguinte, comprei o jornal da cidade e recontei a notícia para ele”, conta a jornalista.

Conheça o site Recontando, criado por Simone (Clique aqui!)

***Simone Ronzani é jornalista, mãe do Henrique, pós-graduada em Gestão do Entretenimento, criadora do www.recontando.com , autora da Comunicação Científica ‘As crianças, os Meios de Comunicação e o processo de formação da Cidadania’ da Revista Linha Mestra, da Associação de Leitura do Brasil (ALB) e voluntária no Espaço Cultural da Grota (Niterói, RJ)

sbbA campanha Natal dos Ribeirinhos, realizada pelo 13º ano consecutivo pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), em parceria com voluntários, igrejas e organizações, beneficiou mais de 2,5 mil pessoas de 13 comunidades da Região Norte do País. Integrada ao programa Luz na Amazônia, a campanha visa levar conforto material e espiritual a comunidades carentes da região que, no mês de dezembro, passam por um período crítico por conta da entressafra do açaí e escassez de pescado.

“A campanha é um grande apoio em todos os sentidos, pois, sem este auxílio nosso Natal seria muito difícil”, conta Raimunda Farias de Barros, moradora da comunidade Cruzeirinho.

Com o tema Natal das Águas: Luz ao Povo Ribeirinho, a campanha distribuiu 15 mil peças de roupa, dois mil pares de calçados, mais de mil cestas básicas, dois mil brinquedos e 2,6 mil literaturas bíblicas. Em 2014, as comunidades paraenses atendidas pela campanha foram Periquitaquara, Murutucum, Ilha Grande, Urubuóca, Aurá, Cruzeirinho, de Belém; Mocajuba e Itaperaçu, de Bujaru; Itacoã/Guajará Miri e Santa Rosa, de Acará; e Sítio São Mateus, de Barcarena.

pais santos, filhos nem tanto

Pais Santos, Filhos Nem Tanto

A nossa dica de hoje é o livro “Pais Santos, Filhos Nem Tanto – A trajetória de um pai segundo o coração de Deus, escrito por Carlos “Catito” Grzybowski

Quem não gostaria de ter uma receita infalível para a criação de filhos? No entanto, ela não existe. Não há uma relação exata entre o desempenho dos pais e o tipo de filho resultante dele. Talvez por isso a tarefa de cuidar dos filhos e de educá-los provoque, ao mesmo tempo, fascínio e medo.
 
Nem mesmo o fato de Davi ser chamado na Bíblia de “homem segundo o coração de Deus” garantiu ao rei de Israel sucesso como pai. Por quê? O que o modelo de Davi, as relações familiares e outros aspectos descritos na narrativa bíblica nos dizem?
 
Pais Santos, Filhos Nem Tanto não é um manual sobre educação de filhos nem um livro teológico. Antes, mostra uma “família de verdade”, com erros e acertos, e descreve alguns elementos da dinâmica interna dessa família, bem como as verdades bíblicas, sobre as quais devemos nos debruçar para aprender melhor sobre a tarefa dos pais no cuidado e na orientação dos filhos.

O livro está disponível para compra na Editora Ultimato. (clique aqui!)

Querida Elsie,

Faz quatro dias que a família de Virgínia está conosco. As duas meninas menores sentem a falta do avô. Soubemos hoje que ele se entregou à polícia. Achava que o Conselho Tutelar havia arrebatado a família porque fora visto arrombando a casa num acesso de ira e prometendo matar todo mundo. Agora que se entregou descobriu que a acusação é muito pior — abuso sexual. Estamos apreensivos. Já ouvimos comentários sobre as aberrações que são cometidas contra os detentos acusados de crimes sexuais. Será que agimos corretamente? Será que as meninas estavam imaginando as coisas que contaram? O que ele vai fazer quando sair da cadeia? Há esperança de mudança de vida para ele?

 

ArrependimentoPaulo praticou atos violentos de atentado ao pudor, agressão sexual e tentativas de estupro contra várias mulheres e meninas até o dia em que foi pego em flagrante. Julgado e condenado, viu sua vida desmoronar por não ter procurado ajuda para colocar em xeque essa estranha e destruidora perversão sexual. Pena: 15 anos.

Não há explicações atenuantes para Paulo: filho de família evangélica, não teve uma infância permeada por privações e violência doméstica. Na pré-adolescência havia indícios de que ele estava desenvolvendo um comportamento obsessivo-compulsivo na área da sexualidade. Mas o problema só se tornou uma bola de neve pouco tempo depois que ele se casou e sua mulher engravidou. Continue lendo →

aebvbPreletores:

Pastor Jonathan Santos e Pastora Adelaide Santas – Líderes do Movimento Nacional de Evangelização do sertão Nordestino. Presidente Fundador do Ministério Vale da Benção; Idealizador do Movimento de Oração do Vale da Benção. Sua vida  pessoal tem inspirado muitos a terem uma vida de intensa oração.

Pastor Ronaldo Rampaso – Pastor da Igreja Evangélica Pentecostal O Brasil para Cristo desde 1989, diretor da Missão Desafio e presidente da Missão Avanço.

 

Local: Vale da Bênção

Inscrições do curso: R$ 120,00

Alimentação e hospedagem coletiva: R$ 140,00

Alimentação e hospedagem suíte: R$ 170,00

 

Maiores informações:

(11) 4136-3598 / coordenacaoseminario@valedabencao.org.br

(11) 4204-1194 / vale.devocional@hotmail.com

www.seminariovaledabencao.com