Nos últimos 20 anos, cristãos ao redor do mundo se unem em oração em favor das crianças e adolescentes em situação de vunerabilidade social. Este ano aconteceu nos dias 5, 6 e 7 de junho e a Rede Mãos Dadas promoveu a campanha das 40 Horas de Oração no Facebook. Durante os três dias da campanha, recebemos e-mails e publicações na internet dos preparativos de pessoas ligadas a projetos sociais, escolas, igrejas e comunidades que erguerem sua voz em favor das crianças. Oramos por todas as crianças, tanto as que estão bem próximas a nós como em favor daquelas que estão do outro lado do mundo, vivendo situações que nós nem conseguimos imaginar!

Mas fica uma pergunta: valeu a pena o esforço? Veja então o relatório de resultados do Mutirão Mundial de Oração pelas Crianças e Adolescentes mais Vulneráveis de 2015.

image2

Participe também da campanha Meu Educador Social Cristão. Clique aqui!

 

SimeaQuando conversava com Elsie sobre as últimas notícias de minha vida e ministério, jamais pensei que seria convidada para escrever este artigo. Mas, durante a conversa eu fui levada a refletir também, sobre o tempo que precisamos enfrentar no ministério com crianças e adolescentes que também um dia saem do cenário de nossas vidas e ministério. Principalmente agora que estou vivendo um novo momento; o conhecido como a síndrome do “Ninho Vazio”. Ian e eu temos três filhos e agora, estamos sozinhos em casa, desde janeiro, quando o mais novo casou. E agora estamos nos adaptando a uma casa vazia.

Sempre achei que estava preparada para este momento, consciente desde que eles nasceram, mas essa separação física e diária, traz sentimentos novos que por mais madura ou preparada, nos sentimos estranhas ou vazias. E, o mais estranho é que ao mesmo tempo, aconteceram alguns esvaziamentos no meu ministério, pois aquelas primeiras crianças que iniciamos a discipular na igreja próximo ao Lixão de Olinda, cresceram, foram capacitados para a vida, para o ministério e para enfrentar o mundo. Assim, estou enfrentando uma dose dupla de ninho vazio. E nesta série de artigos, espero refletir com vocês e contribuir para novos tempos na trajetória de quem precisa enfrentar estes momentos quando vamos enfrentar a realidade que aquela criança ou adolescente que tanto oramos, trabalhamos e corremos atrás de seu crescimento saudável e, que um dia chegou a hora de irem embora e, parece que levam um pedaço do nosso coração.

Como pais ou obreiros, precisamos estar preparados para este TEMPO, de deixarem partir.

Continue lendo →

Por Elsie B. C. Gilbert

imageg

Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus, dando por meio dele graças a Deus Pai.
Colossenses 3:17

A primeira vista o título deste post gera uma certa suspeita. Lá vamos nós discriminar os não cristãos dizendo que o que nós fazemos é melhor do que o que eles fazem!

Calma lá! Se não houvesse diferença, a palavra cristão seria totalmente dispensável e redundante! Então porque insistimos nela?

Posso dizer que não é porque a qualidade do serviço prestado por educadores sociais cristãos seja melhor do que a dos não cristãos. Há pessoas dedicadas e dispostas a fazer o bem em todos os lugares. Acabo de ler esta manhã a história fascinante de um canadense, Stephen Sumner, que após lidar com dores horríveis anos a fio, tendo descoberto uma solução, decidiu investir todo o seu tempo a ensinar pessoas com o mesmo problema sobre a solução descoberta por ele. Continue lendo →

Aproveitando o Dia Nacional do Educador Social, dia 19 de setembro, a Rede Mãos Dadas deseja mobilizar seus parceiros para juntos lembrar da importância do trabalho realizado por seus colaboradores, sobretudo aqueles que atuam na linha de frente no enfrentamento a todo tipo de situação adversa vivida por crianças e adolescentes socialmente vulneráveis.

Para tanto, além da sugestão de várias atividades para serem realizadas nas organizações sociais cristãs, queremos convocar os cristãos da sociedade em geral para que aproveitem a oportunidade de demonstrar o seu apreço ao trabalho e dedicação destes que são os maiores aliados na luta pelos direitos das crianças e adolescentes brasileiros.

Com atenção especial queremos aumentar a visibilidade dos Educadores Sociais envolvidos em Organizações Sociais Cristãs que perfazem a base da Rede Mãos Dadas.

 

Para mais informações sobre a campanha acesse: http://www.redemaosdadas.org/meu-educador-social-cristao/

 

cartaz

 

Por Carlos Queiroz

edicao15_p.4Jesus Cristo ensinou muitos princípios universais aos seus discípulos. Os principais são o amor e a justiça. Aliás, falando de amor, ele deixou bem claro que este é o maior mandamento, o único mandamento, pois o amor é a fonte das demais virtudes.

Para Jesus o amor é a marca, o selo dos seus seguidores. Ele afirmou que seus seguidores serão reconhecidos e identificados como seus discípulos pela capacidade de amar (Jo 15.7-12). Falhamos em amar as pessoas quando confundimos amor com sentimento. Mas amor é mandamento, e mandamento existe para ser obedecido. Portanto, amar é uma ação, uma atitude.

O discípulo ama por compromisso com Deus, com a vida e consigo mesmo. Sua capacidade de amar não depende dos outros. Sua indignação com a injustiça não o faz ferir as pessoas. Em qualquer situação, o discípulo respeita a dignidade humana, até mesmo dos ímpios. Seja redimindo ou punindo os injustos, ele pratica a justiça, sem deixar de respeitar a dignidade humana; e age assim por causa do amor. Continue lendo →

Por Isabelle Ludovico

 

MD27_21_Cida_Rafael4

Saber dizer “não” é fundamental para que o nosso “sim” seja fruto de uma escolha consciente …

Os religiosos de todas as religiões costumam realizar boas obras para garantir o seu lugar no céu. Para os cristãos, o caminho é inverso. O amor de Deus, que nos acolhe e nos perdoa, nos leva a dar frutos a partir deste encontro restaurador. De seres humanos criados por Deus, mas separados dele pelo pecado, nos tornamos filhos e herdeiros. Muitos, porém, continuam sem entender o sentido da graça imerecida, pela qual não é possível pagar. Por isso tentam garantir o favor do Senhor com boas ações, perpetuando assim uma mentalidade de escravos.

Temos uma dificuldade muito grande de receber algo que não merecemos. Procuramos “fazer por merecer” já que, na nossa experiência humana, fomos estimulados a ser bonzinhos para sermos amados. Assim, nossa dedicação aos outros pode resultar de muitas motivações erradas, que irão gerar frutos amargos. Já as ações movidas pelo Espírito Santo produzirão, entre outros frutos, alegria e paz. Continue lendo →

Rebusca Day Care childrenPor Elsie Gilbert

Veja uma reação em cadeia que começa com o trauma não curado de um adulto e termina com uma criança impedida de receber o amor das pessoas. Este ciclo vicioso faz sentido para você?

 

1. Agente social foi vítima de alguma violência: negligência, maus tratos, até abuso sexual, quando criança.

0000000
2. Agente social assumiu para si a postura de que não é possível confiar nas pessoas. Acha que, de um lado, há pessoas que não -se importam com as crianças e, de outro lado, as predadoras das crianças. Então é preciso salvá-las.
0000000
3. Agente social decide que agirá em favor das crianças, custe o que custar.
0000000
4. Agente social cerca as crianças de muitos cuidados e se torna hipervigilante. A base de suas ações é uma visão pessimista da realidade: se há risco de algo dar errado, é exatamente isto que acontecerá.
0000000
5. Crianças sob sua influência descobrem que há predadores no mundo, que é preciso cultivar a desconfiança.
0000000
6. Crianças se fecham para o mundo tentando se precaver contra ameaças invisíveis. Deixam de desfrutar as coisas boas para manter foco voltado para o mal. Se algo bom acontecer, é preciso cautela, pode ser uma armadilha!
0000000
Resultado: Agente social se isola das coisas boas do mundo por causa dos seus traumas. E transmite este isolamento às crianças, ainda que com boas intenções.
000000
1.(recomeço) Agente social foi vítima de alguma violência: negligência, maus tratos, até abuso sexual, quando criança.
0000000
Quando não tratamos uma ferida, a tendência é que ela se espalhe e contamine o corpo. É importante buscar ajuda (quem sabe até profissional) para traumas significativos como abuso sexual, violência doméstica, desastres ou grandes perdas, como a morte de um ente querido ou o abandono por parte de pai ou mãe. A cura emocional não só é possível, é a vontade de Deus para todos nós! (E.G. e S.R.)

 

quintas2O movimento Ame a Verdade: evangélicos contra corrupção se reunirá em Brasília  no dia 19 de agosto. Desta vez, a pauta da reunião gira em torno da discussão acerca do Marco Regulatório da Mineração em elaboração/apreciação pela Comissão de Legislação Participativa da Câmara dos Deputados.

Dentre as principais reivindicações do Ame a Verdade está a total transparência do novo Marco Regulatório. Exige-se ainda que seja garantido o direito que é devido a todos os setores da sociedade, especialmente os mais atingidos que são as populações tradicionais, os trabalhadores e os povos indígenas. 

Fórum Mineração, Corrupção e Igreja

Objetivos do Fórum:
– Propiciar a ampliação e apropriação do conhecimento relacionado ao tema da mineração e sigilo fiscal.
– Promover a troca de experiências relacionadas à mobilização de igrejas e sociedade civil no tema da mineração.
– Fortalecer as ações e articulações em torno do tema da transparência e do controle social.

Sobre o Ame a Verdade:
O movimento Ame a Verdade: evangélicos contra corrupção, constituído por um grupo de organizações evangélicas, tem como foco principal o desenvolvimento de ações mobilizadoras junto à comunidade evangélica brasileira no enfrentamento da corrupção, fenômeno que drena os recursos da sociedade, acentuando a injustiça e penalizando todos os setores da sociedade, sabidamente os mais pobres. O Ame a Verdade integra ainda um movimento global amplo que mobiliza igrejas ao redor do mundo na luta por mais transparência, especialmente no setor extrativista mineral.

“Corra a retidão como um rio, a justiça como um rio perene”. Amós 5.10 Continue lendo →

A Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) promoverá a XI edição do Fórum de Ciências Bíblicas. O evento reunirá palestrantes de renome internacional como Cláudio Duarte, Silas Malafaia, Erní Seibert entre outros.

Com o tema: “A Bíblia na Evangelização do Brasil e do Mundo”

Dias 27 e 28 de agosto de 2015

Museu da Bíblia – Barueri – SP

Para mais informações sobre a programação e inscrições acesse AQUI!

evento 27 de agosto

A nossa dica de hoje é a Campanha “Defenda-se!” promovida pelos Maristas. O vídeo abaixo faz parte de uma série de nove pequenos vídeos que podem ser usados em sala de aula para ajudar na proteção das crianças.

Esse vídeo informa que a criança deve estar sempre atenta às imagens que compartilha na internet e não deve se deixar fotografar ou filmar em situações que possam lhe causar constrangimento.

Orienta que a criança não deve ter medo nem vergonha de se defender: Sempre que algo estranho acontecer, a criança deve contar para algum adulto de confiança o que aconteceu, ou ligar para o número 100.

Vale ressaltar que a violência sexual acontece principalmente dentro de casa e que essa pessoa de confiança pode não ser da família da criança.

Denuncie!

 

 

Realização: Maristas

Contato:  barbara.pimpao@solmarista.org.br