A sua vocação depende de uma boa resposta a esta pergunta

O ato de obedecer a um chamado ocupacional é conhecido por nós cristãos como vocação. Como Cristãos, cremos que é Jesus quem nos convoca e nos capacita para “toda boa obra”. Na fé cristã, todos os chamados são de igual importância, porque todos representam um ato de obediência e fidelidade ao Senhor.

No entanto, não é esta a nossa prática. O Educador Social realiza um trabalho pouco valorizado pela sociedade e pouco reconhecido pela igreja como um campo estratégico de missão. O fato é que somos seres sociais, precisamos de inspiração, orientação e acompanhamento, para permanecer na nossa vocação.

A 4a Campanha Meu Educador Social Cristão aborda o tema do pertencimento como um fator de fortalecimento da vocação. Pertencer é fazer parte com voz ativa, sentindo-se à vontade, em casa. Quem pertence se empenha, investe em mudanças, assume riscos. Pertencer é uma necessidade básica do ser humano evidente no comportamento das crianças. Os Educadores Sociais não são diferentes neste sentido. Precisamos do senso de pertencimento tanto no espaço de trabalho como também na nossa vida pessoal. Quando você pertence, as dúvidas quanto à vocação diminuem ou até desaparecem.

Por outro lado compreender a vocação como manifestação de amor e obediência ao Senhor, aumenta o nosso sentido de pertencimento. E isto nos proporciona mais firmeza e constância.

4ª Campanha Meu Educador Social Cristão

4ª Campanha Meu Educador Social Cristão

 

 

 

Em nome de quem você entra na vida das crianças e adolescentes? Com que autoridade você busca a transformação das circunstâncias de vida das crianças mais desprovidas? De onde vem a seu sonho por dias melhores para aqueles cujos dias atuais estão repletos de situações desesperançosas? Se a sua resposta for Jesus Cristo, então você está a serviço do Rei e, portanto, precisa cultivar o seu lugar no Reino. Você tem direito de comer das iguarias do Rei, frequentar a sua casa, ao lado de todos os outros súditos.

É desta prática que virá o direcionamento, o acompanhamento, o choro, mas também a alegria compartilhada em cada uma de suas pequenas vitórias. Em que espaços isto acontecerá? Talvez na mesa posta na casa de um irmão ou irmã que busca entender os seus desafios. Talvez será na salinha da igreja frequentada pelos que se mantém fieis na intercessão. Talvez até, quem sabe, no púlpito, quando líderes da sua igreja local levarem a comunidade toda a orar pelo seu trabalho. São muitas as possibilidades. O que não muda é a nossa necessidade de permanecermos ligados ao palácio. Saímos a campo para semear, voltamos com alegria para compartilhar o fruto.

Cultive o pertencimento na sua casa, valorizando a bênção de se viver em família e em comunidade.

Cultive o pertencimento no seu espaço de atuação voluntária ou trabalho formal com as crianças.

Cultive o pertencimento na sua igreja local.

O REI está presente em cada um destes espaços!

Acesse o site da Rede Mãos Dadas, conheça mais da 4ª Campanha Meu Educador Social Cristão, fique por dentro da data comemorativa, utilize os recursos que disponibilizamos no GUIA MEU EDUCADOR SOCIAL CRISTÃO e celebre conosco o “Educador Social Cristão”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>