terças

 

A nossa dica de hoje é o filmeO Coração Corajoso de Irena Sendler lançado em 2009 que conta a história de vida de Irena Sendler. Conhecida como “A mãe das crianças do Holocausto” ou “O Anjo do Gueto de Varsóvia”, ajudou a salvar a vida de mais de 2.500 crianças judias, que eram mantidas em campos de concentração na Segunda Guerra Mundial. Naquela época Irena usava diversos meios para esconder as crianças buscando liberta-las do Gueto, como em cestas de lixo, caixas de ferramentas, em sacos de batata e até mesmo em caixões.

IrenaA partir daí, as crianças íam para lares provisórios e lá Irena mudava os nomes das crianças para que elas não fossem descobertas. Para não esquecer as identidades das crianças e que no futuro elas pudessem reencontrar suas famílias, ela escrevia em pedaços de papel os dados de cada uma e colocava dentro de uma jarra e enterrava no quintal. Quando os nazistas descobriram que ela ajudava as crianças ela foi presa e torturada. Mesmo muito debilitada Irena não contou o destino das crianças e foi condenada à morte. No dia de sua execução, um soldado alemão ajudou Irena a fugir livrando-a da morte.

Em 2007 foi indicada ao prêmio Nobel da Paz. No ano de 2008 Irena Sendler morreu aos 98 anos, desde então a organização Life in a Jar (“A vida numa jarra”) está dando continuidade ao seu trabalho.

“A razão pela qual resgatei as crianças tem origem no meu lar, na minha infância. Fui educada na crença de que uma pessoa necessitada deve ser ajudada com o coração, sem importar a sua religião ou nacionalidade”. Irena Sendler

assista o filme!
    • Querida Anna Paula, bom dia!
      Agradecemos o seu comentário em nosso blog.
      Realmente a história de vida da Irena Sendler é inspiradora. Ela ajudou muitas crianças judias daquela época!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>