segundas

Veja o relato do Lissânder Dias, pai do Miguel, sobre algo misterioso, próprio das crianças:

Finjo que estou sério, os músculos de minha face travam. Ele, imediatamente, abre os olhos assustados e, com a boca fechada, olha fixamente para mim. Se começo a conversar com ele, mesmo não entendendo nada, presta atenção como se nosso diálogo fosse a coisa mais importante do mundo.

Invariavelmente, Miguel (meu garoto de 8 meses) dedica toda sua atenção para algo ou alguém. Indiferença é uma característica que ele ainda não desenvolveu.

Miguel me fez pensar que, ao contrário do que dizemos, criança é a pessoa que mais leva as coisas à sério. Mesmo que estas coisas sejam sua refeição, seu brinquedo ou seu sono. Não importa. Para ela, a vida é intensa e não dá para compreender quem a ignora.

O mistério se intensifica ao refletirmos sobre o incidente registrado em Mateus 21.16 no qual as crianças louvam a Jesus no templo e os líderes religiosos protestam com Jesus. Ele responde, como era de seu costume, mencionando as Escrituras:

“Ouves o que estes estão dizendo? Respondeu-lhes Jesus: Sim; nunca lestes: Da boca de pequeninos e crianças de peito tiraste perfeito louvor?”

Quando procuramos no Antigo Testamento pela passagem mencionada por Jesus aí encontramos em Salmos 8.2 o seguinte:

Da boca de pequeninos e crianças de peito suscitaste força, por causa dos teus adversários, para fazeres emudecer o inimigo e o vingador.

1399232_374575492675668_2028820272_o

Miguel

Por que louvor e força são intercambiáveis? Por que Jesus entendeu “força” como “perfeito louvor”? Eu acho, que como o Miguel, as crianças levaram Jesus à sério. Como o Miguel, indiferença era uma característica que elas ainda não tinham desenvolvido. E foi por isto, que àquela altura do drama, quando tudo se encaminhava para uma morte horrenda, no momento que Jesus mais precisava de incentivo, de palavras de encorajamento, e sim, de força, foi das crianças que ele recebeu o perfeito louvor.

 

Pare e pense 

1. Você precisa de força esta semana para emudecer o inimigo e o vingador? Faça como Jesus e o salmista. Admita seu sentimento de fraqueza e impotência diante do que está por vir. Entregue este fardo ao Senhor, agora.

2. Você consegue desfrutar da força que vem das crianças assim como Jesus o fez? A resposta de Deus para o seu problema pode vir de lugares improváveis! Abra os olhos para o mover do Senhor, nas circunstâncias e por meio daqueles que são considerados pequeninos e fracos.

 

Minha oração

Senhor, me ajuda a receber a tua força do teu jeito, por meio dos que são vistos como fracos e insignificantes neste mundo!

_______________________________________________

Veja mais sobre o Miguel visitando o blog do seu pai aqui.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>