Trabalho, dignidade e criança: melhorando a perspectiva

Trabalho, dignidade e criança: melhorando a perspectiva

Meus filhos usam muito bem a lei de que criança não pode trabalhar para evitar qualquer esforço não desejado. Há muito eu “quebro” a lei para eles com tarefas como lavar as louças, arrumar seus quartos, etc. É interessante como uma lei protetora pode ter efeitos colaterais. Qualquer lei escrita na negativa─e a vasta maioria delas são escritas na negativa, em forma de proibições─pode ter este efeito.

É evidente que trabalho não é apenas algo necessário para a sobrevivência humana. É algo prazeroso e que ocupa grande parte da vida adulta. Bons hábitos neste sentido precisam ser cultivados desde a infância. A cartilha apresentada abaixo coloca a lei de proibição do trabalho infantil num contexto positivo. Precisamos desta perspectiva. As crianças precisam de um olhar positivo em relação ao trabalho hoje para que no futuro este olhar as leve a conquistar espaços e atuações profissionais positivas.

 


Baixe o PDF completo da cartilha (aqui)

Conheça também todo o trabalho do Ziraldo Alves Pinto em seu site oficial (aqui)

Para mais informações acesse o portal do Ministério do Trabalho e Emprego (aqui)

Veja este artigo sobre a evolução do trabalho infantil na história (aqui)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>