cf38e03ae7a006b5db4ab110.L

No ano passado, tive a oportunidade de falar com um grupo de professores de escola dominical em Jequié, BA, por ocasião da conferência “O Potencial Espiritual da Criança” organizada por Endres Neto, diretor do projeto social Sublime Tarefa.

Perguntei para o grupo de educadores cristãos reunidos que metáforas orientavam a forma como viam as crianças e como consequência, o trabalho que realizavam com elas. Surgiram comparações com soldadinhos, herdeiros, ovelhinhas, plantinhas, vasos, estrelas, e até jóias preciosas.

Por que isto faz diferença? Porque o trabalho a ser realizado com um soldado é o treino para a guerra. A pessoa que o realiza é o sargento. É preciso melhorar o condicionamento físico, investir em estratégias de ataque e defesa. Um soldado precisa de muita disciplina, de trabalho em equipe e de seguir comandos com uma hierarquia bem rígida.

Uma plantinha, por outro lado, precisa de terra fértil, água, sol, ar. Ela precisa de cuidado contra agentes externos como formigas, galinhas e cachorros. Precisa de proteção para não ser esmagada por algum objeto maior. Quem trabalha com a plantinha é o jardineiro. Ele, além de prover o cuidado e proteção, precisa de muita paciência, pois a sementinha plantada crescerá seguindo sua própria natureza, não adianta apressar ou querer mudar o seu DNA.

Você percebe como estas metáforas sobre a criança podem informar e orientar nossas ações para com elas no trabalho de educação cristã? Que tipo de professor ou professora você é? O sargento? O jardineiro?  É claro que existem várias outras comparações e que para cada comparação, não estamos apenas definindo como vemos a criança, mas também como vemos o nosso papel para com ela. Vale a pena conversar sobre isto com a equipe de ministério infantil da sua igreja local, do seu projeto social ou escola.

Algumas metáforas são muito boas, especialmente aquelas usadas por Jesus, outras deixam a desejar ou até nos induzem ao erro. Que tal avaliar a sua própria visão de ministério a partir das metáforas? Veja aqui o trabalho realizado por Scottie MayBeth PosterskiCatherine Stonehouse e Linda Cannell e traduzido por nós da Rede Mãos Dadas, com permissão da Wm. B. Eerdmans Publishing Co, A primeira parte do capítulo está disponível em PDF especialmente para você que deseja ministrar o amor de Jesus às crianças e adolescentes. Ele vem completo com instruções de como realizar uma oficina sobre o tema com a sua equipe de educação cristã. Aproveite este recurso e aguarde a segunda parte em breve! Veja PDF aqui


 

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>