Naquele tempo, respondendo Jesus, disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, que ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos. Mateus 11:25

Publicamos aqui algumas falas e feitos de crianças e adolescentes que circulam na Rede Mãos Dadas. São histórias que nos animam a continuar nesta causa. Cada relato revela uma virtude do Reino de Deus, um reino vindouro no qual o leão andará com o cordeiro, e uma criancinha os guiará! (Isaías 11.6)

Acolhimento, hospitalidade — “No ano passado foi solicitado a nossa instituição, Associação Refúgio, que recebesse um menino recém-nascido que tinha sido vítima de violência
brutal por parte dos pais. O menino tinha sido encontrado todo mordido e desfigurado. Naquela mesma noite, fui até a casa-lar e antes de dar a notícia me sentei com todas as meninas e a mãe social. Conversei com elas sobre maus-tratos e bons tratos e juntos construímos um painel de ações que considerávamos maus-tratos e ações que fazem parte do bom tratamento que devemos ter especialmente para com crianças e adolescentes. Foi bom demais aquele tempo juntos! No final disse que a casa ia receber um bebê de apenas 45 dias. Você precisava ver a alegria das nossas meninas! Começaram a fazer mil perguntas, os olhos brilhavam, os sorrisos eram escancarados. Então contei a elas o caso. Aquelas meninas foram um bálsamo para o bebê e ele, por sua vez, proporcionou restauração para aquela casa. Uma convivência terapêutica aconteceu ali.” Carlos Más, Associação Refugio, Sorocaba, SP.
Sensibilidade para com o próximo — “Há 18 anos meu marido faleceu num acidente trágico. Era um pastor metodista muito querido da cidade de Recife. A perda foi enorme e logo depois todas as pessoas próximas a nós estavam sofrendo e faltava espaço para que eu fizesse o meu luto. Aconteceu então algo que considero como a presença de Jesus ali, no meu lar. Um adolescente, colega dos meus filhos, ia para a minha casa todos os dias. Ele chegava bem cedinho, não falava nada, mas percebia se eu não tinha comido e preparava algo para mim. Ficava na casa, sem incomodar e era uma presença apoiadora. Só parou de fazer isto quando voltei a trabalhar.” Jane Blackburn, CLAVES, Recife, PE.

Compreensão sobre as maravilhas de Deus — “Em viagem a trabalho a Fervedouro, Zona da Mata mineira,em junho de 2009, fui presenciar uma aula sobre corte de eucaliptos. O neto do proprietário rural me guiou até o local. Chegamos ao topo da montanha e ficamos mais afastados do grupo por questões de segurança. Daí a pouco ele me chamou para ver um vale cercado de montanhas no horizonte. Ele disse: ‘Olha que lindo! Deus faz tudo muito bem. Ele toca uma orquestra. Olha! Dá para perceber? As plantas vão se curvando com a ordem que recebem! É lindo! Olha só: aquele milho (era o mais seco) toca um instrumento médio, pois ele não abaixa tanto. Vê o eucalipto, o instrumento dele é mais alto. Olha a cana: ela desce muito, o instrumento é mais baixo. Mas o bonito é que todos seguem e formam uma onda de acordo com a música. Isso aqui é muito bonito!’” Silvana Ribeiro, SENAR, Viçosa, MG.

Estas histórias são pequenos sinais de um Reino que está por vir. Muitas crianças revelam verdades espirituais, se prestarmos atenção ao que dizem ou fazem, assim como o profeta Elias prestou atenção a Samuel; Naamã, à serva hebreia; ou Isabel, a João Batista, quando este celebrou o encontro com Jesus (e ambos ainda estavam no ventre de suas mães).

Elsie B. C. Gilbert

Texto publicado originalmente na Edição 25 de Mãos Dadas

  1. ótimo texto! sirvo as crianças da minha comunidade e da igreja que frequento e acredito, por mais que sejam muitos que não creem, que devemos dar aos pequenos mais atenção.

    Nota> no final do texto tem profeta ELIAS prestou atenção em Samuel. (Não seria Eli?)

    abraços.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *