Por Jean Francesco

Para os cristãos, o advento é um tempo de celebrar o nascimento de Jesus, o salvador do mundo. A palavra significa “vinda” ou “chegada” e representa no calendário cristão (católico, ortodoxo e protestante) o período corresponde às quatro semanas que antecedem o dia de Natal.

Inspirados por tal ciclo, nós podemos nos preparar para reencenar a vinda de Cristo. Nessas semanas, você e eu somos desafiados a exercitar nossa mente e coração para as surpresas que Deus é capaz de realizar em nossa vida. Os próximos parágrafos foram escritos para encorajar você a desfrutar um Natal repleto de significado e esperança.

Antes de tudo, aproveite esse tempo para renovar sua vida espiritual. Como está a sua relação com Deus? Que momento incrível para relembrar a maior promessa que Deus fez nas Escrituras: a vinda daquele que esmagaria a cabeça da serpente, destruindo suas obras, e reconciliando a humanidade escravizada pelo pecado e morte com o Pai eterno. Jesus é esta promessa. Jesus é o nome que traz esperança. Jesus é o rei que esmaga a cabeça do Maligno. Jesus é a ponte que nos leva direto aos braços do Pai.

Ele chegou há dois mil anos atrás, na plenitude dos tempos — o tempo mais perfeito e estratégico da história humana (Gl 4.4). Prepare o seu coração para celebrar a vinda de Jesus, o Cristo! Deus foi, é, e sempre será fiel às suas promessas. Volte a se emocionar com a história de Deus com a sua criação. Volte a alimentar seu interior com o amor e as palavras de vida eterna que transbordam do Salvador!

O Natal também é um desafio para sermos mais humanos. É tempo de pararmos para pensar que Deus se fez carne. Deus desceu à terra. Deus andou entre nós. Deus nos tocou por meio das mãos de Jesus. Natal é, de fato, um tempo misterioso. De uma forma extraordinária Deus, o Todo-Poderoso, pisou em nossa terra pelos pés de Jesus, se identificou plenamente conosco, e não alterou de forma alguma sua própria glória e identidade divina. Para sempre Jesus será o Deus-homem.

Mas o que isso tem a ver conosco? À semelhança da história de Cristo, somos desafiados a “encarnar” na nossa realidade de confusão e desesperança. Jesus nos chama para tocarmos as feridas deste mundo doente e nos identificarmos com suas carências. É um desafio para redescobrimos nossa real humanidade. Ele nos chama para continuarmos aquilo que ele mesmo começou. Deus deseja que mundo veja em nós o que o mesmo mundo viu há dois mil e dezoito anos atrás em Jesus.

Finalmente, o advento é um tempo de reavivarmos a nossa esperança a respeito do reino de Deus. De que reino estamos falando? Nós cremos que o reino de Deus é uma promessa inaugurada na história humana através da encarnação de Jesus e será terminada finalmente em seu segundo advento — o qual esperamos ansiosamente! Cremos que Jesus retornará à terra para julgar vivos e mortos.

Portanto, nossa esperança não se reduz àquilo que os homens podem nos oferecer, pelo contrário, depositamos nossa plena confiança naquilo que Cristo ainda há de fazer por nós. E ele vem em breve para restaurar essa terra quebrada. Aqueles que creem em seu nome habitarão num “novo céu e nova terra”: este mesmo mundo se transformará num novo mundo extraordinariamente belo, justo e harmônico.

Não tenha dúvidas disso: aqueles que se sentam à mesa com Cristo hoje, estarão com ele ao redor de seu trono eternamente. Naquele dia, nossa sede existencial será saciada por completo e viveremos tão intensamente que não veremos mais o tempo passar; seremos semelhantes em corpo e alma com o próprio Jesus e viveremos em sua radiante presença para sempre. Inspirado por tais verdades, prepare o seu coração para desfrutar de um verdadeiro feliz Natal.

  • Jean Francesco é pastor e cursa PhD em Teologia aqui no Calvin Theological Seminary, em Michigan.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>