Por Ioná Nunes

Vou te contar algo que você provavelmente já sabe, mas pode ter esquecido: uma pessoa não é um rosto ou corpo. Há mais dentro de um ser humano do que em um poço profundo. Nossa aparência é apenas uma carcaça, não mostra quem somos de verdade.

Você já experimentou conhecer alguém? Ser íntimo dessa pessoa? Me refiro a compartilhar desde os medos não pronunciáveis até os defeitos mais vergonhosos; ver suas entranhas e deixar que o outro veja as suas também; mergulhar no âmago de alguém e desvendar coisas incríveis. Já?

Quem olha demais para a superfície de outrem esquece que por trás da derme que cobre os ossos, vasos sanguíneos e órgãos, existe uma pessoa a ser descoberta, valorizada pelo seu caráter e personalidade, e aceita e perdoada em suas falhas. A beleza é passageira e tão fútil que nem deveria ser considerada como requisito para aproximação entre duas ou mais pessoas.

Relacionar-se com alguém não se resume a um sorriso, rosto, olho, corpo bonito. Relacionar-se com alguém tem a ver com construir um laço forte a partir de materiais como um caráter admirável, personalidade agradável, maneira de enxergar a vida, o mundo e outros. Relacionar-se com alguém vai além do que consigo descrever, é uma vivência particular e profunda, desenvolvida quando se tem um tempo de qualidade, quando você lê outra pessoa e permite que ela te leia também.

Não seja hipócrita, não grite “abaixo a ditadura de beleza!”; o que você é é mais importante do que sua aparência, enquanto fica procurando perfeição exterior em alguém para se comunicar. Seja movido pelo prazer de conhecer o coração de alguém e não suas belas curvas, seus dentes retilíneos ou cabelo que emoldura perfeitamente o rosto. Que seu combustível para se relacionar com alguém seja a descoberta de um novo universo interior completamente diferente do seu, que vai te ajudar a melhorar e te desafiar a fazer as coisas que você sempre temeu.

E mais do que isso, seja esse tipo de pessoa para alguém. Você pode até ser atraído pela capa de um livro, mas é o que está contido nele te faz comprá-lo, a história que está sendo contada é que te prende e desperta o desejo de ler. Pessoas são histórias e só precisam que outras pacientemente, as escutem, leiam e apreciem cada palavra.

  • Ioná Nunes é jornalista.
  1. Reginaldo dos Santos Gomes

    Que texto incrível. Realmente as pessoas estão além do que podemos descrever, as relações não são tão simples e é bom abrir os olhos para isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>