Por Daniela Piva

Nós, mulheres, temos nos contentado com pouco. Não digo necessariamente com pouco sobre as questões de disparidade salarial ou com a desigualdade na distribuição das tarefas de cuidado da casa. Não, me refiro ao pouco com que temos nos contentado para estar em um relacionamento amoroso.

Nesse momento estou solteira e feliz, mas já estive do outro lado, apaixonada e cheia de sonhos e esperança em relação a um homem que tinha me dado pouco. Pouco interesse, pouca clareza de intenções, poucas palavras, poucas mensagens, poucas curtidas, mas NEM TÃO pouco para que eu não me apaixonasse ou para me deixar sem esperança.

Sim, sei que não sou vítima. Sei que sou tão responsável quanto ele nisso, por ter deixado meus sentimentos irem junto. E não, não quero aqui reforçar a ideia do príncipe encantado, que vem no cavalo branco e que luta com o dragão para então te acordar do seu pesadelo, o da “solteirice”, para que então vocês vivam felizes para sempre.

Isto não existe. Não existe príncipe encantado. Não existe homem perfeito. E com certeza ser solteira não é nenhum pesadelo.

Existem sim homens de caráter que tomam decisões claras e que dizem com todas as letras “Estou interessado em você e quero te conhecer melhor. Estou afim”.

Homens que não só curtem algumas de suas fotos no Instagram ou que dizem um vago “Vamos nos ver algum dia…”, ou “Você está cada vez mais linda”, ou ainda “Nós somos tão amigos que me sinto como seu irmão, não posso te chamar para um encontro”.

Mas posso te ligar todos os dias, posso contar todos os meus segredos pra você, pedir seus conselhos, sair contigo, pagar seu jantar… mas não, nada de romântico, por favor! Afinal você não é a mulher ideal que eu quero…

Isto sim, querida amiga, é se contentar com pouco!

Eu não quero me relacionar com um cara que me acha linda e quer sair comigo hoje, mas que quando o peito cair e a barriga aumentar, vai me deixar e procurar outra.

Não quero me envolver com um cara que ficou me paquerando indiretamente, e mais cinco ao mesmo tempo, e eu fui a única com quem o papo colou, então é comigo que ele resolve começar um relacionamento.

Não quero um cara que me traz presentes e diz que sou sua melhor amiga, mas não toma a atitude de conversar sobre seus sentimentos ou minhas expectativas.

Não quero me envolver com um cara que me pede em casamento, que promete diante de Deus e de testemunhas no altar que vai me amar, me respeitar e estar comigo até que a morte nos separe, e então temos nossas primeiras brigas e ele diz que quer se separar!

Não quero alguém que só me dá indiretas, não diz o que sente para não me machucar, por medo, ou por qualquer outra razão…

Deixa eu te contar: somos mulheres e merecemos sim respeito. (Sim, sei que os homens também merecem respeito e que existem muitos homens de bom caráter e muitas mulheres de mau caráter. Não fiquem ofendidos, estou falando de pontos específicos que tenho visto, vivido e ouvido.)

E não é porque todo mundo fala que vou “ficar pra titia” ou perguntam naquela delicadeza se tenho um namorado, porque afinal de contas já estou chegando aos 30 (nossa!), que vou me contentar com o pouco.

O pouco interesse dele, a pouca atitude para me chamar para sair, o pouco comprometimento, a pouca fidelidade, o pouco amor!

Porque afinal, em um relacionamento, se o amor é altruísta, então eu amo você e você me ama. Eu luto por você e te protejo, e vice-versa.

Jesus deu o maior exemplo de amor. Ao contrário do que muita gente pensa, ele foi completamente o oposto do machismo. Ele amava as mulheres e andava com elas. Em uma cultura na qual tínhamos pouco espaço, ele nos deu valor.

Em suas cartas na Bíblia, Paulo fala dos compromissos dos homens e das mulheres no casamento. São compromissos fortes. É pesado: amar sua esposa como Cristo amou a Igreja, dando sua vida por ela.

Portanto pode parecer um pouco radical e um tanto esquisito, mas quero sim um cara que me ame o suficiente para escolher dar sua vida por mim, porque garanto que se estou seguindo a Cristo, e decidida a também assumir meu compromisso como esposa quando for a hora.

Mulheres, não se contentem com o pouco. Com isso, não falo de ser super exigente, mas de não se deixar levar só porque o cara curte suas fotos e te chama de linda.

Fuja dos caras sem atitude. Se ele não falou que tem interesse, assuma que ele não tem e dê o fora. Dê o fora!

Talvez signifique ficar solteira por um tempo, mas deixa eu te dizer: não é o fim do mundo, como todo mundo diz.

E homens, tomem atitude. Não tenham medo de chamar para sair e de falar o que sentem. Acredito que a maioria de nós acharia honrável sua atitude, e ainda que não tenhamos o mesmo interesse, vamos demonstrar respeito.

Eu quero um cara que me ache linda, mas não porque meu corpo está em ordem ou porque meu rosto está bem cuidado. Mas que me ache linda porque tomou o tempo para me conhecer, conhecer por dentro, conhecer minha alma e meu coração, ver minhas qualidades e meus defeitos, e ainda assim decidir que vale muito a pena ficar comigo, se envolver pra valer e construir um relacionamento sem medo de chegarmos no “Sim, eu aceito!”

  • Daniela Piva é formada em Psicologia. Viajante do mundo por amor a Deus, escritora iniciante, cozinheira por hobby, e professora de inglês nas horas vagas. Está em busca de uma vida mais saudável de corpo, alma e espírito. Texto publicado originalmente em seu blog pessoal.
  1. Amei,super concordo, querer uma pessoa assim não é exigir demais é uma atitude correta q todo homem deveria ter, é muito ruim ta nas mãos de um cara sem atitude que nao sabe direito oq quer, por mais q as pessoas possam reparar na sua vida é melhor ta solteira do q sofrer com alguém indeciso. Deus é o nosso guia, acho q são duas atitudes fundamentais pra se procurar um relacionamento , um rapaz de Deus e que saiba oq quer e, creio q se o homem é servo verdadeiro do Senhor tomará atitude

    • Pois é Sarah, mas tão difícil né? Porque eu acho que mesmo homens cristãos sérios também desaprenderam a como tomar atitude e se aproximar, acho que tem um contexto cultural que contribuiu para isso. Essa análise e discussão tem raízes muito mais densas né? Obrigada por comentar e por ler. Dá uma olhadinha no meu blog pessoal depois, beijos

  2. Que ótimo texto, pena que vejo tantas meninas desesperadas e se entregando a qualquer homem por tão pouco. Fico triste em ver homens também que não transmitem confiança para suas mulheres.

  3. Que texto maravilhoso! Suas palavras falaram muito ao meu coração. E é uma pena que nosso contexto cultural seja esse: homens com pouca ou nenhuma atitude, mulheres que se valorizam pouco e a pressão até dentro da igreja pra que vc se case porque afinal de contas, parece que ser solteiro é uma maldição e deixando vc de lado. Mas não podemos esquecer que Deus tem um plano lindo para todos nós. Ele está no controle e acredito que a espera vai valer a pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>