Por Levi Agreste Acordou cedo para admirar os raios de luz que pintavam as árvores. Gostava da sensação revigorante de dormir e experimentar um novo segmento do Tempo, apreciar os sábios ciclos de tudo aquilo que fizera. Suas mãos transpassadas enxugaram as rugas cansadas, que contrastavam com o leve sorriso juvenil. Preparou o café e […]

Continue lendo →