“Atuação coletiva não é mais retratada necessariamente a partir dos modelos revolucionários e político-institucionais. Jovens aderem a novas formas de reivindicação e novas bandeiras”, essa é uma das características da juventude brasileira atual, segundo a pesquisa “Sonho Brasileiro”.

O levantamento realizado pela empresa BOX1824 concluiu que o jovem da “geração smartphone” também acredita e busca a transformação da realidade como seus pais, mas não da mesma forma que eles. Algumas das características dos jovens da década de 70, como a forte influência ideológica das revoluções socialistas e a valorização de mártires e do sacrifício pelo coletivo, não correspondem ao perfil da juventude de hoje.

Se as gerações das décadas de 70 e 80 foram consideradas rebeldes, por causa da influencia do Movimento Hippie e seu lema “Sexo, drogas e rock e roll”, a atual geração está sendo considerada por alguns como “careta” e “conservadora”.

Afinal, o que pensa o jovem de hoje sobre temas como sexo, aborto e homossexualidade? Qual o seu maior sonho? Ser feliz? Ficar rico? Morar em outro Paris?

Veja o que revelou a pesquisa “Sonho Brasileiro” e o levantamento do Instituto Datafolha sobre a juventude brasileira.

Imagem: freeimage

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>