Por Mateus Octávio Há alguns dias, retornando de férias, conheci uma jovem alemã muito simpática e inteligente. Conversamos sobre diversos temas. Revelei meu fascínio pela história de seu povo, por alguns teólogos de sua pátria, e, por meio disso, o assunto rumou para religião. Falamos sobre tudo que críamos e sobre a maneira que enxergávamos […]

Continue lendo →