SENHOR, por que estás offline para mim?
Permanecerás para sempre invisível?
Tua caixa de mensagem, Redentor meu,
Está cheia das minhas orações.

De madrugada, espero “Deus acabou de entrar”.
Não me deixes apertando F5 o tempo todo.
Podes chamar a minha atenção, ó Pai,
Quantas vezes forem necessárias

Pois, sem tuas atualizações,
O pecado espalha como vírus,
Contaminando as pastas da minha vida.
Tal spam, a tentação quer só um click.

Varredura faça em mim, Santo Espírito,
Delete da minha programação todo mal
E instale, como queres, as virtudes reais,
Pois das virtuais sei que estás cansado.

Louvado seja o programador da vida
Retwittem tudo que Ele postou
Pois os que curtem o que Ele escreveu,
Os que são seus amigos e o seguem,
Terão uma net que jamais cairá,
Uma rede de eterno descanso.

__________
Flávio Américo, 26, é doutorando em História pela Unicamp.

  1. Esse Flávio cada dia se supera! Lembro de um encontro da ABU onde ele chegou pra mim e disse que queria ser eu quando ele crescesse… Que blasfêmia Flavio, eu é que tenho muito o que aprender contigo cara! Tua criatividade é uma verdadeira inspiração! Deus te abençoe muito cara!

  2. Eta. Perfeito. Tipo: tipo! Gostei mesmo Flavio. Acabei de receber um telefone…via celular mesmo… e depois que desliguei… disse… Deus obrigado por este tipo de equipamento. Vamos onde temos que ir na hora que devemos ir… e a net vai neste fluxo… A Deus seja a glória, por nos dar capacidade de criação e elaboração de tantos meios para comunicar a Palavra e o Amor. Abraços Flavio. Sempre no Senhor da Salvação. Puck

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>