Na linguagem comum, comunhão descreve algo subjetivo, a experiência de cordialidade e segurança na presença dos outros, como em “Tivemos juntos uma boa comunhão”. Mas na linguagem bíblica, koinonia não é nenhum sentimento subjetivo, mas um fato objetivo, que expressa o que temos em comum. Assim, Paulo pôde escrever: “todos vocês participam comigo da graça […]

Continue lendo →

  Parece legítimo considerar que, juntas, as sete igrejas da província da Ásia (Apocalipse 2 e 3) representam a igreja universal. E já que um aspecto específico é destacado em cada igreja, talvez possamos entender essas sete características como as marcas de uma igreja ideal. Amor. Essa é a primeira marca de uma igreja ideal. […]

Continue lendo →

A primeira condição para garantirmos uma vida cristã cada vez mais robusta e salutar é mantendo uma relação íntima com Deus por meio da leitura diária da Bíblia e da oração. A segunda é que haja no seio da comunidade cristã uma comunhão íntima dos irmãos. A vida cristã não pode ser vivida isoladamente (exceto […]

Continue lendo →