estudo_biblico_vida_crista
Semelhança com Cristo – Um molde pra chamar de seu

Estudo 2 – Série Livros – O Discípulo Radical, John Stott

 

Texto básico: Romanos 8. 28-29

Textos de apoio
– 1 João 3. 2
– 2 Coríntios 3.18
– Filipenses 2. 5-8
– João 13. 14-15
– Efésios 5. 1-2
– 1 Pedro 2. 18, 21

Introdução

Estudando o primeiro capítulo do livro, discutimos sobre aquilo que um “discípulo radical” não deve ser: conformado. Em outras palavras, tratamos da tensão inerente ao discipulado cristão, que é servir ao mundo sem se amoldar aos valores contrários ao reino de Deus.

BlogUlt_01_07_16_Selo_JSMas as Escrituras não dizem respeito apenas ao que não devemos ser. Elas se ocupam também, e bastante, com o lado positivo desta questão, ou seja, com o que devemos ser como discípulos de Cristo. Neste estudo queremos tratar disso: nosso chamado a vivermos uma vida semelhante ao nosso Mestre (1 Jo 2.6).

Logo no início deste capítulo Stott compartilha conosco que ele “gostaria de compartilhar o que tem feito [sua] mente descansar ao [se] aproximar do fim de [sua] peregrinação pela terra”. E continua: “Deus quer que o seu povo se torne como Cristo, pois semelhança com Cristo é a vontade de Deus para o povo de Deus” (p. 23). O que significa ser mais parecido com Jesus, à medida que vou ficando mais velho? Existem áreas ou dimensões em minha vida que necessitam mais desta “semelhança”?

> CONTINUE LENDO ESTE ESTUDO NO BLOG DE ESTUDOS BÍBLICOS

 

estudo_biblico_etica
Inconformismo – vivendo em (in)conformidade com o mundo

Estudo 1 – Série Livros – O Discípulo Radical, John Stott

 

Texto básico: 1 Pedro 1. 13 – 2. 12

Textos de apoio
– Levítico 18. 1-4
– Ezequiel 11. 12
– Isaías 2. 6-8
– Mateus 5. 13-16
– Romanos 12. 1-2
– 1 Timóteo 6. 3-10

Introdução

Estar no mundo sem ser do “mundo”. Viver e servir na sociedade que nos cerca, sem assumirmos os mesmos valores. Eis o desafio proposto por John Stott neste primeiro capítulo. Ele nos lembra que “não devemos preservar nossa santidade fugindo do mundo, nem sacrificá-la nos conformando a ele. Tanto o escapismo quanto o conformismo são proibidos para nós” (p. 13).

BlogUlt_01_07_16_Selo_JSE no exercício deste engajamento sem comprometimento dos nossos valores, enfrentaremos pressões que concorrerão pela nossa atenção e fidelidade. Stott cita quatro destas pressões contemporâneas: pluralismo, materialismo, relativismo ético e narcisismo. Estes “ismos” são alguns dos atalhos sedutores que se apresentarão como alternativas às exigências do verdadeiro caminho cristão.

A igreja tem enfrentado e combatido essas pressões desde o seu nascimento. Neste estudo, vamos analisar um trecho da carta que Pedro escreveu para algumas comunidades cristãs do primeiro século, todas localizadas numa região que hoje faz parte da Turquia. Será que estas primeiras comunidades enfrentavam problemas e pressões similares às nossas? Como as orientações do apóstolo podem ser úteis para a nossa situação, nos encorajando a perseverar num caminho de discipulado radical?

>> CONTINUE LENDO ESTE ESTUDO NO BLOG DE ESTUDOS BÍBLICOS

 

O Portal Ultimato dedica o mês de julho à riqueza do legado teológico e pastoral de John Stott, falecido em 27 de julho de 2011

 

BlogUlt_01_07_16_Selo_JSO teólogo e pastor inglês John Stott (1921-2011) gostava de observar pássaros, aprendeu com os latinos a dormir após o almoço e surpreendia ao lembrar nomes de pessoas que pouco conhecia. Seu púlpito tornou-se muito maior do que o da Igreja All Souls, em Londres. Por meio de seus livros e de uma liderança equilibrada e sensata, Stott influenciou milhares de igrejas evangélicas no mundo todo.

Ele foi um dos líderes do notável Congresso de Evangelização Mundial, em Lausanne, Suíça, em 1974, e editor do “Pacto de Lausanne”. Também aproximou teólogos latino-americanos, europeus e norte-americanos e ajudou pastores de países mais pobres a estudarem a Bíblia e a conseguirem ferramentas para seu trabalho. Stott escreveu mais de 40 livros que traduzem de forma simples, didática, atual e profunda a Palavra de Deus.

Ultimato tem uma imensa gratidão a Deus pela vida e obra de John Stott. Ele não somente contribuiu para o nosso maior apego às Escrituras, para o compromisso com a unidade e para o entusiasmo com a missão integral. O autor inglês foi um exemplo de humildade, simplicidade e equilíbrio – virtudes tão necessárias para uma igreja ainda hoje fragmentada, orgulhosa e polarizada.

Com isso, estamos realizando em todo o mês de julho (cinco após sua morte – em 27 de julho de 2011) a campanha editorial John Stott, um discípulo radical. A partir de hoje, e ao longo das semanas, vamos publicar e disponibilizar gratuitamente um vasto conteúdo (estudos bíblicos, artigos, trechos de livros, frases ilustradas) útil para igrejas, grupos pequenos e cristãos em geral. Além disso, também vamos oferecer livros do autor com bons descontos. Junto com a ABU, a Ultimato reúne o maior acervo de Stott no Brasil.

Preparamos oito estudos bíblicos baseados no último livro de Stott: O Discípulo Radical. Você já pode ler, estudar e baixar gratuitamente o primeiro deles, com o título Inconformismo – vivendo em (in)conformidade com o mundo. Confira!

Ajude-nos a divulgar o conteúdo desta campanha nas redes sociais, em seu site e por e-mail. Use a hashtag #stottdiscípuloradical

 

Serviço:
Campanha editorial John Stott, um discípulo radical
Data: de 01 a 31 de julho.
Onde: no Portal Ultimato (concentrando o conteúdo no site www.johnstott.com.br)
O quê? Vasto conteúdo (estudos bíblicos, artigos, trechos de livros, frases ilustradas) útil para igrejas, grupos pequenos e cristãos em geral, além de livros do autor com bons descontos.