Arquivo de setembro 2013

Fascínio sem par

O “Sermão do Monte” exerce um fascínio sem par. Ele parece encerrar a essência do ensino de Jesus. Ele torna a justiça atrativa; envergonha o nosso fraco desempenho; gera sonhos de um mundo melhor.

É como expressou John Donne, num sermão pregado na quaresma de 1629, não sem uma pequena mas perdoável hipérbole: “Todos os artigos de nossa religião, todos os cânones de nossa igreja, todas as injunções de nossos príncipes, todas as homilias de nossos pais, todos o corpo de doutrinas estão contidos nestes três capítulos, neste Sermão do Monte.”

John Stott

[Trecho de A Mensagem do Sermão do Monte (ABU Editora)]