Religião e Ciência

Resposta aos Críticos do Projeto Teste da Fé Brasil

0

 

O lançamento recente do “Teste da Fé” gerou discussões acaloradas, e perguntas foram feitas sobre a nossa identidade teológica. Há muito o que dizer, e não há como resolver isso em um único post. Então decidi organizar os questionamentos em perguntas principais, e vamos começar respondendo a 10 perguntas básicas:

 

(1) Qual é o propósito do “Teste da Fé Brasil”?

Antes de tudo, reabrir a conversação sobre a relação entre ciência moderna e fé evangélica.

O campo evangélico Brasileiro apresenta uma atitude ambígua em relação à ciência, e em geral não apresenta a estima e a valorização da vida intelectual e da vida científica que caracterizam o protestantismo clássico. No seu extremo mais fundamentalista, tendemos a combinar uma leitura Bíblica questionável com um uso seletivo e pragmático da evidência científica, sem reconhecer o campo científico como um campo legítimo e sem ver a ciência como uma vocação legítima para o Cristão.

Por outro lado, no extremo mais “modernista” do movimento evangélico, onde ele se aproxima do que grosso modo se chama às vezes de “liberalismo teológico”, vê-se a tendência de revisar a fé evangélica sistematicamente, em termos de ideologias e cosmovisões seculares que pululam a academia moderna, apelando-se ao avanço da ciência moderna como prova de que a doutrina e as formas confessionais clássicas da Fé Cristã estariam ultrapassadas.

(mais…)

Louvai a Fonte da Fé e do Saber – Thomas Troeger

0

 

Louvai a fonte da fé e do saber
que à mente faiscando atiçou,
de paixão pelo compreender,
como este mundo Ela desenhou.
O senso de maravilha fluindo
das maravilhas que investigamos,
nossa fé sempre progredindo
aumentando o desejo enquanto oramos:

Deus sábio, nós reconhecemos
que a nossa ciência e a nossa arte
e enquanto homens, tudo o que sabemos
da verdade toda é pequena parte.
Jaz muito além da especulação
insondável a nós, o profundo;
Ali guardas o plano da criação,
e o pulso de vida do mundo.

Como no rio uma e outra corrente,
as duas submersas se dão em combate
té convergirem na mesma torrente,
na calma coerência dum curso constante,
ajunta ó Deus, nossa fé e saber!
que possam se unir numa só torrente,
e enquanto se casam a ti devolver
louvores e graças pois és a Nascente.

 

“Louvai a fonte da fé e do Saber”, por Thomas Troeger. Tradução minha para o livro Test of Faith (Ultimato, forthcoming 2013)

“Ode à Glória de Deus”

0

 

O firmamento nos altos, pródigo,

e inteiro o intangível céu índigo,

onde nuvens se espargem: moldura brilhante,

do seu grande Original anunciante;

O sol infatigável, dia após dia,

do Autor excelso os poderes irradia,

e publica a cada povo e nação,

a obra da onipotente mão.

Se noturnas sombras vêm caindo,

surge logo a lua com seu conto estupendo,

noite após noite à terra que a escuta,

do seu nascimento a história reconta;

Enquanto estrelas tantas orlam o seu clarão,

até os planetas todos no mesmo rodeio vão,

com as alvíssaras no passeio confirmando,

de um polo ao outro a verdade alastrando.

Que importa se redor do globo escuro,

movam-se todos em silêncio tão austero?

Que importa se som ou voz realmente

nenhuma se ouve em toda orbe resplandecente?

Pois todos celebram, aos ouvidos da razão,

por vozes alegres em gloriosa expressão,

Com suma radiância em canto imortal:

“A mão que nos fez é a mão divinal!”

 

Tradução minha do poema de Joseph Addison, ‘Ode à Glória de Deus’, primeiramente publicado em The Spectator, no. 465, 1712. Inspirado no Salmo 19.

O poema acima aparecerá no livro “O Teste da Fé: Jornadas Espirituais com Cientistas”, lançamento da Ultimato para 2013!

 

Pensar na morte aumenta fé de ateus, diz estudo – Ciência – Notícia – VEJA.com

0

Pensar na morte aumenta fé de ateus, diz estudo – Ciência – Notícia – VEJA.com.

Interessante exemplo de como a crença/descrença não é absoluta mas admite gradação. É claro que do ponto de vista lógico uma crença é aceita como verdadeira ou não; mas a crença é sustentada por uma pessoa, e a condição geral dessa pessoa – biopsíquica, moral, social, etc – interfere na relação que ela tem com essa crença.

Enfim, dúvidas não são privilégio de “religiosos”…

Bíblia, Ciência e Contradições Aparentes (Vern Poythress)

0

Caros leitores,

segue um trecho muito claro e útil de Vern Poythress, matemático, teólogo e professor do Westminster nos EUA.

 

“Assim, quando encontramos discrepâncias entre a Bíblia e a ciência, precisamos descobrir aonde perdemos o fio da meada. Alguém, em algum lugar, interpretou mal as coisas – seja interpretando mal a Escritura, seja interpretando mal o mundo dos estudos científicos, seja interpretando mal os dois! A tarefa de lidar com discrepâncias pode não ser fácil, porque não sabemos antecipadamente onde os enganos entraram. (mais…)

O Paradoxo da Ciência “Policial” da Religião

0

Já há alguns anos li no informativo da PUC MINAS (Belo Horizonte, edição 277, set 2006) uma reportagem especial sobre ciência e fé, por ocasião da instalação da Pastoral na Universidade. Apesar do fato já ter alguns anos, acho que vale reproduzir meus comentários à época. A reportagem começa com a entrevista a Dom Joaquim Mol, vice reitor, para quem “houve uma incompreensão histórica em se achar que a ciência e a fé respondiam à mesma pergunta […]. (mais…)

Por que usar a ciência para testar Deus?

0

No dia 9 de abril Ian Sample, correspondente de ciência do “The Guardian”, publicou um comentário juntamente com o áudio da entrevista concedida a ele por John Polkinghorne, físico-matemático e sacerdote anglicano, autor de diversos livros de referência sobre o diálogo entre ciência e religião. A entrevista fora motivada pelo lançamento recente do livro “Questions of Truth: God, Science and Belief”,de Polkinghorne, no qual vários aspectos do debate sobre ciência e religião são tratados em forma de pergunta e resposta. (mais…)

Religião e Ciência em Cambridge

1


Em Julho de 2007 eu e Rodolfo Amorim viajamos para Cambridge (na foto, capela de um dos Colleges), para um curso de uma semana no Christian Heritage, dirigido por Ranald Macaulay. Ranald fundou o L’Abri da Inglaterra em 1971, e mais tarde se mudou para Cambridge – onde ele se graduou, na década de 60. O Christian Heritage funciona na Round Church (a “Igreja Redonda”), uma capela construída em 1130, pela irmandade do santo sepulcro, imitando o estilo desta igreja em Jerusalém. A Round Church é um dos edifícios mais antigos de
Cambridge. Christian Heritage é um ministério dedicado à recuperação e atualização da herança cristã ocidental (mais…)
Go to Top