Victor Hugo conheceu o exílio. Ao descrever as ruas de Paris no passado, depois de um afastamento de 12 anos, ele não esconde sua emoção e faz uma tocante reflexão sobre a pátria vista a partir de longe. Creio que essa experiência deve ser comum a muitos brasileiros que hoje caminham por ruas e estradas […]

Continue lendo →

Passei pelo quebramar da batalha de Waterloo. Capítulo muito rico dos Miseráveis, cheio de reflexões sobre guerra, paz, nações, vida humana e com humor em certas passagens. Victor Hugo faz um curioso comentário sobre a suposta importância da batalha de Waterloo para nações como a Inglaterra e a Alemanha. Ele diz: … Graças aos céus, […]

Continue lendo →

Mais um pouquinho de Victor Hugo. Desta vez sobre a alma humana, a vida interior, que ele chama de infinito dentro da gente: Existe uma coisa que é maior que o mar: o céu. Existe um espetáculo maior que o céu: é o interior de uma alma. Que coisa mais sombria é esse infinito que […]

Continue lendo →

Finalmente, estou realizando um sonho antigo nestas férias: ler Os Miseráveis, de Victor Hugo. Estou saboreando cada linha. O livro começa com uma descrição detalhada da vida, feitos e pensamentos de Dom Bienvenu, bispo de Digne (França) em 1815. Minhas expectativas eram encontrar um texto denso, literiariamente rico, mas não necessariamente edificante. No entanto, topei […]

Continue lendo →