Uncategorized

igreja batista do pinheiro

Neste final de semana estarei participando dos eventos em comemoração ao aniversário da Igreja Batista do Pinheiro, em Maceió (AL). Se alguém estiver por perto, será muito bem-vindo.

Conferência Igreja Batista do Pinheiro

Conferência Igreja Batista do Pinheiro

Um menino

Uma canção de Natal para tempos incertos, de muita correria, materialismo, consumismo e desesperança. Que venha o Menino. Que Jesus nasça em nosso coração, assim como nasceu na história da humanidade.

voa rolinha

“Voa rolinha”, uma canção que nasceu ontem e senti vontade de compartilhar. Não é intencional, mas acho que já nasceu o projeto “Aves do Brasil”, de tantas canções que já fiz sobre pássaros.

.

A noite vem chegando com seu silêncio de céu
Pálido riso da lua de papel
Tudo procura pouso e abrigo, porto e lugar
Todo o que ama sonha se encontrar

.

Voa, rolinha, volta pra casa
Voa, asa branca,
Guarda na flor do ninho teu coração
Leva na ponta da tua asa
Tua inocência
Raio de luz cortando a escuridão

.

Vento virou de um jeito ligeiro
Que mal se consegue voar
E o ar ficou frio e liquidamente
Quer mergulhar
A minha alma em sua tristeza
Sua saudade sem nome e sem lar
O seu endereço ficou esquecido
Na beira do mar

.

Voa, rolinha, tempo é sagrado
Voa, asa branca,
Leva contigo as sobras do trigo, o pão
Cala teu canto, deixa de lado
Tua contradança
Espera o sinal do sol dar o seu clarão.

voa rolinha

graça

Terminei de ler o livro Listening to Your Life, de Frederick Buechner. O sentimento que tenho é de gratidão, privilégio e uma certa saudade. Quando é que encontrarei outro livro dele? 😕

O conceito de graça de F. Buechner aproxima-se do de alegria de C.S. Lewis.

.
A graça é algo que nunca se pode tomar, mas apenas receber. Não se pode ganhá-la ou merecê-la ou controlá-la, assim como não se pode merecer o gosto da framboesa ou do creme ganhar uma boa aparência ou controlar seu próprio nascimento.
.
Uma boa noite de sono é graça e assim também os sonhos. A maioria das lágrimas são graça. O cheiro da chuva é graça. Alguém que ama você é graça. Amar alguém é graça. Já tentou querer amar alguém?
.
Uma excentricidade crucial da fé cristã é a afirmação de que as pessoas são salvas pela graça. Não há nada que você tenha de fazer. Não há nada que você tenha de fazer. Não há nada que você tenha de fazer.
.
(Frederick Buechner, Listening to Your Life, p. 289).

um dos últimos santos vivos da casa de Israel

“Estiveste com um dos últimos santos vivos da casa de Israel!?”. Foi o que me respondeu o Gerson Borges quando eu disse que havia estado com o pastor Elben Lenz Cesar. E foi exatamente a sensação que tive ao visitar sua casa em Viçosa (MG). Conversamos na sala de estar, ao lado de sua esposa e da filha Júnia, lembrando de lugares, pessoas, momentos na vida daquele servo de Deus.
.
Fui convidado a visitar seu escritório, no segundo andar, e folhear seus livros, algumas raridades, livros de teologia que pertenceram ao avô, obras do início do século XX. Na parede do escritório, um quadro raro de Cristo, sorrindo. Aliás, o bom humor e o sorriso parecem ser algumas das marcas do Rev. como é chamado na comunidade. Mas além do humor, o amor pelo evangelho, a humildade totalmente invisível, tão próxima da terra, do chão, e a devoção pela Escritura. Sobre a mesa a Bíblia aberta, uma folha para anotações e a lapiseira.
.
Que alegria poder rever o Rev. depois de 25 anos de caminhada por este Brasil. Tempo de refrigério e de alegria na vida desse ainda jovem andeiro.
.

mesa

.

livros

o retrato

Menino com pássaro (Portinari)O professor de teologia R. Paul Stevens diz em seu livro A espiritualidade na prática: “Raízes e asas são dois presentes que os pais podem dar aos filhos, e sem raízes não pode hver asas — nenhum rompimento, nenhuma partida” (p. 24). Meus pés estão bem plantados no chão da fé onde meus pais me cultivaram. Continuo sobrevoando este mundo como andorinha escapa do inverno e deseja novos ares. O tempo que minha mãe gasta comigo em oração e devoção me abençoa uma eternidade. Sou eternamente grato a ela.

O poeta amado Mário Quintana, em seu livro Lili Inventa o Mundo, disse certa vez:

Mãe são três letras apenas

As desse nome bendito:

Três letrinhas, nada mais…

E nelas cabe o Infinito.

E palavra tão pequena

– confessam mesmo os ateus –

É do tamanho do Céu!

E apenas menor que Deus…

Deixo aqui minha homenagem à minha querida mãe numa canção cheia de memórias da infância, cheia de imagens, sons, cheiros, sensações e momentos que um dia vivi com intensidade.

Vento, sopra o relógio do tempo

E faz o meu pensamento reconhecer a manhã

Dentro de uma neblina encantada

A minha infância sonhada de uma vontade tão sã.

.

Uma criança no colo da mãe,

O aconchego de amor e canção.

Cheiro de pão e de bolo no ar

E na janela uma voz a chamar assim:

.

“Filho, vem que o café tá na mesa.

Chama também teus amigos

E depois volta a brincar”.

Riso no seu olhar lacrimado

E no meu peito apertado

Guardo essa voz a soar.

.

Noite, o mais sagrado momento,

Filhos em volta, atentos para orar e aprender,

Contos de uma sagrada escritura

Lida com tanta ternura. Quem poderá esquecer?

.

Sopra esse vento a folhagem no ar

E faz o mundo girar e girar

Só o retrato na sala de estar

Mostra essa mãe a sorrir e a olhar para o

.

| : Filho que conheceu esse mundo

E o amor mais profundo que é o mistério de Deus.

Tudo passa na vida tão breve

Menos o amor que se teve e que não vai se perder… : |

Se perder… Se perder… Se perder…

O retrato