Esta canção surgiu de uma conversa com Carlinhos Veiga, quando ainda estávamos em Tatuí  (SP), onde fazíamos um show. A inspiração vem do texto bíblico de João 12:1-11, quando uma jovem chamada Maria, irmã de Lázaro, pega um frasco de caro perfume e derrama sobre os pés de Jesus. A casa estava cheia e logo se ouviram comentários de reprovação da boca de Judas Iscariotes. É quando Jesus dá um basta e diz: “Deixe-a em paz!”.

 

Deixem a mulher em paz

(Gladir Cabral & Carlinhos Veiga)

 

Dizem que é na cozinha

O castelo encantado de toda mulher,

Onde ela reina sozinha, de prato e colher.

E que é de cama e de mesa,

De batom e beleza sua profissão.

Não tem ideia, não pensa e só tem coração.

 

|: Mas que conversa fiada e mais sem noção,

Pois a mulher é senhora da sua razão.

Deixa de conversa mole

Recolhe o desprezo e me faz um favor:

Presta atenção no recado do nosso Senhor.

 

“Deixem a mulher em paz!”

Ela sabe que tem seu direito,

Faz tudo com jeito e não fica pra trás.

 

“Deixem a mulher em paz!”

E quem sabe aprendemos com ela

Que a vida é mais bela se amamos bem mais. 😐

 

Chega! Chega!

Para de se complicar, que assim não dá.

Isso não se faz!

 

[Essa apresentação do vídeo foi gravada em Florianópolis (SC) no dia 27 de outubro de 2018.]

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>