Segue uma singela tradução do poema de Archbald MacLeash (1892-1982). Este poema, intitulado “Arte Poética” foi primeiramente publicado em 1926.

 

Um poema deve ser palpável e mudo
Como uma fruta redonda,
Mudo
Como velhos medalhões no polegar,
Silencioso como pedra gasta e sem reboco
Dos batentes das janelas onde o musgo cresceu—
Um poema deve ser sem palavras
Como o voo dos pássaros.
                         *
Um poema deve ser imóvel no tempo
Como a lua sobe,
Abandonando, como a lua liberta
Galho por galho as árvores emaranhadas da noite,
Abandonando, enquanto a lua por trás do inverno sai,
Memória por memória, a mente—
Um poema deve ser imóvel no tempo
Como sobe a lua.
                         *
Um poema deve ser igual a:
Não verdadeiro.
Pois toda história do luto,
Uma soleira vazia e uma folha de plátano.
Por amor,
As relvas que se curvam e duas luzes sobre o mar—
Um poema não deve significar
Mas ser.