Leia: Êxodo 33.12-16   Dizem que Ele é uma ausência, uma grande e infinita saudade, fruto de nossas ansiedades e frustrações, de nossos desejos não satisfeitos, como cismou Nietzsche, ou talvez um de nossos mais preciosos e belos sonhos, como poeticamente sussurrou Rubem Alves. Ele é nossa mais profunda nostalgia, como orou certa vez Agostinho: […]

Continue lendo →

Leia: Lucas 2.41-52   Passadas as comemorações natalinas, quase que imediatamente somos tomados por nova preocupação: as festividades da passagem de ano. É incrível como de um sentimento cristão migramos para outro totalmente secular. Se há uma semana fazíamos votos de bênçãos divinas aos amigos e familiares e nos lembrávamos de crianças pobres e de […]

Continue lendo →