Mary-Jesus11Leia: Mateus 18.1-5

 

Ah, como eu gostaria de compor uma canção de ninar para Jesus. Colocá-lo ao colo, pequena criança indefesa, e vê-lo sonhar seus primeiros sonhos e sorrir sem saber que na verdade faz o mundo sorrir. Teria que ser também uma canção doce, que falasse com ternura a Ele, adormecido num berço de palhas, como a canção que, segundo dizem, Lutero escreveu para seus próprios filhos, pois o menino Jesus adormecido nos braços humanos num mundo atribulado e à beira do caos é a imagem mais pura e tocante do amor de Deus.

Más há quem diga que o hino “Num berço de palha” não foi de fato escrito por Lutero, e sim por um compositor anônimo, talvez em homenagem a Lutero. Não importa, nada modifica a beleza da canção de ninar que coloca Jesus no centro de todas as coisas, no humilde presépio. Poder expressar a centralidade de Jesus com ternura e devoção, poder fazer disso uma declaração de amor, é o grande segredo.

A infância de Jesus durou pouco, é verdade, pois logo o menino cresceu “em sabedoria, estatura e graça”, como dizem as Escrituras. E é isso mesmo que torna o Natal um momento tão raro e precioso. Ah, como é bom cantar uma canção de Natal e ensiná-la aos nossos filhos.

É bom saber que Jesus aceita nosso amor e nossa ternura, tão imperfeitos, tão fora do tempo. Abraçamos pela fé a Ele, que nasce dentro de nós, e embalamos Seu ser em nossos corações. Sua presença é nossa alegria. Sua alegria, nossa paz.

“No humilde presépio, sem ter nada seu, Jesus, pobrezinho, sem teto nasceu” (Lutero).

Eis a letra da canção de Lutero:

No humilde presépio, sem ter nada seu,

Jesus, pobrezinho, sem teto nasceu.

Os céus estrelados, fulgentes de luz,

Visitam o meigo e divino Jesus.

 

Desejo ao teu lado viver, meu Senhor,

Amar-te e servir-te, Jesus, Salvador.

A teus pequeninos vem sempre guardar

Fazendo-nos todos contigo morar.

 

Ouça a canção. Medite. Ore. Compartilhe. http://www.youtube.com/watch?v=ynul3OS_5dY

Tem também esta versão country com John Denver: http://www.youtube.com/watch?v=aQjQZR_dvoU

Gladir Cabral

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>