Eis mais um famoso poema de George Herbert. Além da forma refinada e inovadora, há um um profundo material para reflexão sobre nosso humano coração.

Um  ALTAR,  Senhor,  teu  servo  constrói,
Feito de um coração e cimentado com lágrimas:
Cujas  partes  são  moldadas  por  tua  mão;
Nenhuma ferramenta de artesão jamais tocou nele.
Um CORAÇÃO assim
É como uma pedra,
Que nada senão teu poder
É  que  pode  entalhar.
Por  isso,  cada  parte
Do meu duro coração
Encontra-se nessa forma
Para louvar teu Nome;
De modo que, se um dia eu repousar em paz,
Estas pedras jamais cessem de louvar-te.
Ó, que teu bendito SACRIFÍCIO seja meu,
E santifica este ALTAR, para que seja teu.

George Herbert (1593-1633)