A Páscoa vem chegando, eis aqui um belo poema de um poeta metafísico: George Herbert. Observe como seu poema é formalmente inovador. Você consegue imaginar o que estes versos desenham? SENHOR, que criaste o homem em riqueza e bens, embora ele tenha perdido tudo tolamente decaindo mais e mais até ele se tornar mais pobre: […]

Continue lendo →