Impressionam-me cada vez mais as distrações que a vida contemporânea traz: televisão, telefone, internet, rádio, video-game, sem falar dos inúmeros livros que são lançados a cada semana. Tanta coisa pra fazer, tanta coisa pra ler, tanto site pra visitar, mas tudo muito solto e desconexo. Sinto que preciso de um foco mais nítido e claro, […]

Continue lendo →

Vejo que a vida nos torna mais experientes a cada ano que passa, mas distancia-nos da inocência. Facilmente a decepção e a amargura podem nos fazer refens de nossas próprias memórias e nos aprisionar em uma grade invisível de ceticismo e desânimo. Envelhecer, mantendo a alma intacta, é um respeitável desafio.

Continue lendo →

Ontem li o Salmo 52. O salmista se compara a uma oliveira plantada no pátio do templo de Jerusalém. Quero ser assim também. Quero aprender a permecer no pátio da casa de Deus, ficar quieto em sua presença, beber a água da chuva, alimentar-me da luz do sol, cravar as raízes em solo santo, sentir […]

Continue lendo →

Feito um rei Davi em pleno verão de 2005, quero ser uma oliveira plantada na casa do Senhor. Quero aprender a permenecer nele, esperar o sol, o vento, a chuva, ver as pessoas passando ao redor, enfrentar tempestades, raios e trovões, mas sempre perto da sua casa, no quintal de Deus.

Continue lendo →

A voz é o que há de mais nosso, vem de nossos pensamentos e desejos mais profundos. A voz às vezes emudece, às vezes hesita, às vezes se arrisca. Quero me arriscar e vencer o círculo de silêncio e vácuo, expressar sentimentos e vontades, uma intenção. É isso. Gladir Cabral

Continue lendo →