Finjo que estou sério, os músculos de minha face travam. Ele, imediatamente, abre os olhos assustados e, com a boca fechada, olha fixamente para mim. Se começo a conversar com ele, mesmo não entendendo nada, presta atenção como se nosso diálogo fosse a coisa mais importante do mundo. Invariavelmente, Miguel (meu garoto de 8 meses) […]

Read More →

Chuva fina, frio. Dia que parece desacelerar o tempo. Falas comedidas, pensamentos concentrados. Um oração nasce como o desejo de viver, limpo. Nasce a experiência de saber ser mais do que os olhos veem. Imagina o futuro, crê no futuro. Desafia as circunstâncias, sorri. Traz para perto o calor das palavras, proferidas ao tempo das […]

Read More →