Aqueles textos incompletos que escrevi me incomodam. O caderno está na mochila para que deles eu não me esqueça. A vida corre, mas meus rascunhos continuam lá, meio que aleijados, a espera de uma conclusão, de um desfecho. Tem sido mais difícil dar a eles um fim digno. A vida é sempre mais rápida do […]

Read More →

Escrever, às vezes, é caminhar descansadamente. No entanto, por outras, é carregar o peso das palavras; Ditas, empilhadas nas linhas do papel. Escrever é construir castelos frágeis, Belos, mas à mercê das ondas do mar. Palavras marcadas pela fraqueza do coração. Mas escrever é também subverter o efêmero, É cravar na materialidade da tinta o […]

Read More →