Diferentes, mas tão próximas! Assim é como vejo as mulheres em minha jornada. Diferentes, obviamente, porque eu sou homem, e não mulher. Mas tão próximas, porque eu sempre as tive ao meu lado, cuidando de mim e moldando meu caráter: minha mãe “faz tudo”, minha avó “brava”, minha tia “doce”, minha irmã Mais >