Os pés pesam cada vez mais. E não sabe quanto tempo ainda vai andar. Ele observa as fachadas das residências e lembra das fachadas das casas de sua infância. Bem diferentes. As casas de antigamente sempre tinham varandas, e quase nunca muros. As de hoje abdicaram do espaço de convivência porque precisam proteger-se. Tudo é […]

Continue lendo →

Assenta o tijolo, cobre com cimento, levanta a parede. Faz assim muitas vezes, sol a sol, dia a dia. Já nem percebe mais as gotas de suor molhando sua camisa. Brinca com o companheiro: “ô, Zé, faz esta parede direito, hein? Não quero casa torta”. Casa torta. Esta bem que poderia ser uma definição metafórica […]

Continue lendo →