A vida é movimento. E o movimento é o milagre da vida. O Verbo, o sopro, a ação, o som das palavras, o sentido que as carrega no colo, nos braços, nas mãos… Em companhia de Deus, fez nascer a vida, a história, as conexões, começo, meio e fim. O Verbo é presença que se […]

Read More →

Hoje, 21h. O vento varre as palavras longas, difíceis. Sobram 280 caracteres Faltam os 144 mil sobreviventes de Apocalipse. A faca que me fere diariamente Limpa também os galhos da pitangueira. O sangue que jorra Acolhe outros, dispostos a sorvê-lo. E as palavras ficam Intrincadas no emaranhado de ideias. Mais órfãs do que eu mesmo.

Read More →

O poeta suja as mãos Com letras, rimas e estrofes Cada uma delas, tem um cheiro próprio Tem uma textura original   O poeta não suja as mãos Com amor, compaixão, ira Cada uma delas tem uma virtude própria Tem um gosto original   O poeta é um sublime simplório Descansa, descalço, à sombra da […]

Read More →