“Minha suspeita é que a interatividade democrática da internet é, de um lado, um avanço do jornalismo, e, de outro, uma porta direta para o esgoto do ressentimento e da ignorância.

Isso significa que um dos nossos papéis como jornalistas é educar os e-leitores a se comportar com um mínimo de decência.”

Gilberto Dimenstein
“O câncer de Lula me envergonhou” (FSP, 30/10/2011)

  1. Gilberto Dimenstein é homem do PT. Ponto. O que ele não disse aos e-leitores é que o ex-presidente, assim que pôde, produziu logo, ainda no hospital, um desses tapezinhos vagabundos para cozer, juntar, o câncer (que todos nós desejamos que ele se recupere) com o oportunismo político (que 43 milhões que não votaram nele discordam)! Está na net!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>