Minhas mãos estão abertas. Não consigo fechá-las. O copo cai, e eu não posso fazer nada. Sinto-me impotente.
Os sorrisos não satisfazem, o abraço parece vão. Os olhos estão abertos, mas parecem cegamente inúteis. O mundo cai sobre minha cabeça. Há de se ter salvação?
– Sim. Não esqueça: a vida não é controle; é entrega.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>