O “Sarará crioulo” – A gente e com a gente

Texto básico: Lucas 4.16-19

Introdução

De que trata o estudo?

O Dia da Consciência Negra – 20 de novembro – incentiva a população em geral, incluindo nós, cristãos, a refletir sobre suas ações e pensamentos. Não temos dados históricos que afirmam a existência de preconceito racial na época de Jesus – as minorias naquela época eram outras. O livro de Lucas fala sobre o ministério de Jesus e o capitulo 4 é um dos capítulos que mostra sua atenção para com as “minorias”.

 

Sandra de Sá – Olhos coloridos

“Você ri da minha roupa
Você ri do meu cabelo
Você ri da minha pele
Você ri do meu sorriso…

A verdade é que você
(Todo brasileiro tem!)
Tem sangue crioulo
Tem cabelo duro
Sarará crioulo…”

 

Pensando sobre os textos

1. Quem eram as minorias citadas por Jesus no texto?

2. Trazendo o texto para a época atual, quem Jesus incluiria na citação?

3. Leia o trecho da música de Sandra de Sá. O que a letra diz sobre a atitude de rir das características de alguém?

4. Quais são os maiores desafios enfrentados para que o nome de Jesus e a mensagem de vida que ele prega sejam conhecidos e vividos entre a população negra?

5. Pesquisas atuais atentam para o fato de que não basta falar sobre o racismo existente e sim encontrar formas de superá-lo. Como nós podemos cooperar para a superação do racismo e para a divulgação do evangelho de Jesus, para que chegue a todos?

 

Sinagoga – Local onde os judeus se reuniam para preces.

Minorias – O termo, utilizado inicialmente no meio acadêmico, não se refere a quantidade numérica e sim aos grupos sociais que estão à margem de uma sociedade como por exemplo os idosos, as crianças, os negros, as mulheres

 

Autora do estudo: Luana Gomes, estudante de pedagogia da UERJ. Elaborado para o grupo da ABU UERJ e originalmente publicado pela Aliança Bíblica Universitária do Brasil (ABUB).

 

Leia mais:
» Racismo – A Bíblia, a igreja e uma conversa que nasce da dor
» Brasil: Um retrato em preto e branco ou em branco e preto?

Print Friendly, PDF & Email

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário