Arquivo | Série Rute RSS for this section

O nascimento

A história de Noemi que enfrentou fome, exílio, morte do marido e filhos, retorno à terra sem poder desfrutar da alegria da colheita e da produção da terra, e que expressou sua experiência dando a si mesmo o nome de Mara (lit. amarga), agora chega ao fim com o nascimento de seu neto da união de Boaz com Rute. O sentido dessa história extrapola o drama de uma família e traz uma mensagem de esperança.

Continue lendo

O Tribunal: as leis e a desigualdade

Na época do Antigo Testamento era costume preservar a terra dentro da família e prover descendência ao que morreu sem deixar descendentes. Isso indica uma forma de equilibro e equidade na sociedade de modo que uma pessoa ou família não se apoderasse da propriedade de pessoas necessitadas ou em situação vulnerável. Que lições podemos tirar dessa passagem para nossa realidade?

Continue lendo

Mulher de fibra: o resgate

O estudo de hoje possui um misto de um encontro amoroso com um negócio familiar. Noemi é a mentora do encontro, pois depois de descobrir que Rute esteve na lavoura de Boaz, sabe que as chances delas saírem daquela situação dependiam do resgatador. O que dizer dessa estratégia? Por que foi preciso agir dessa maneira?

Continue lendo

A rebusca, o parente rico e a moça moabita

No Antigo Testamento, a lei dizia que durante a colheita o dono da lavoura não devia rebuscar as espigas que tinham ficado para trás, mas deixá-las para aqueles que não tinham como plantar e colher. Qual é a importância de se ter leis que garantam direitos aos necessitados? É possível aplicar a “lei da rebusca” no contexto urbano de hoje?

Continue lendo