Justiça e cuidado da criação: uma visão para que toda a criação possa florescer!

Série “Viva com Justiça” | Estudo 9

“Lidar com a questão da mudança climática apresenta-nos um ponto de inflexão na história humana — uma revolução de justiça climática que separa o desenvolvimento dos combustíveis fósseis, apoia as pessoas nas situações mais vulneráveis para que elas possam se adaptar, permite que todas as pessoas participem e, sobretudo, alcancem todo o seu potencial.”

– Mary Robinson

“Não é possível amar um Deus invisível quando maltratamos a criação visível de Deus.”

– John Woolman

Texto base: Gênesis 1 e 2:1-15

 

Perguntas para discussão

  1. Qual é a conexão mais clara que vocês veem entre a degeneração no meio ambiente e a degeneração na humanidade?
  2. Que teologia de cuidado da criação vocês seguem? Vocês adotaram alguma?
  3. De que maneiras vocês tentam cuidar da criação de Deus em sua vida diária?
  4. Por que vocês acham que, ao longo da sua história, a igreja tem permanecido em grande medida calada em relação ao cuidado da criação? Vocês acham que isso está mudando?
  5. O que Deus está lhe dizendo, e como você vai responder? 

Trabalho em grupo

Parem por um momento e anotem três questões de justiça sobre as quais vocês têm mais interesse. Não há uma resposta “certa”. Façam uma lista do que está em seus corações: refugiados, conflito, educação, fome, tráfico de seres humanos, pobreza extrema ou mudança climática, por exemplo. Compartilhem suas listas uns com os outros e anotem os três problemas que foram mais mencionados. Em seguida e em grupo, discutam sobre como o cuidado da criação (ou a falta dele) afeta esses problemas. Isso ajudará a mostrar a relação que existe entre o meio ambiente e o que normalmente consideramos serem questões humanitárias.

Consideremos, por exemplo, o tráfico de seres humanos:

  • Áreas impactadas por desastres costumam se tornar ambientes ideais para a atuação de traficantes.
  • Pessoas desalojadas por causa da fome, da falta de água ou de desastres ficam vulneráveis ao tráfico.

Comecem a aprender juntos como o cuidado da criação e o cuidado com as pessoas estão interligados.

Trabalho individual

Considere o que você faz ao longo de uma semana que pode afetar o meio ambiente. Examine o seu estilo de vida e as decisões que você toma que dependem da criação de Deus: consumo de recursos, alimentos, resíduos etc. Adicione um item relacionado ao “cuidado da criação” ao seu plano de ação. Pense em três coisas que você pode começar a mudar em relação aos seus hábitos que terão um impacto positivo na criação.

Oração

Senhor, perdoa-me pelas ações que realizei e que prejudicam a tua criação. Por favor, orienta-me a estar mais atento(a) sobre como posso proteger o mundo criado por ti. Ajuda-me a ver como as ações que tomo afetam a tua criação, os meus irmãos e as minhas irmãs em todo o mundo. Orienta as minhas decisões para que eu viva em shalom com toda a criação.


 PARA SABER MAIS

 

Definições

Cuidado da criação: Uma preocupação ativa com o meio ambiente e o trabalho de restauração deste para alcançar um impacto positivo no mundo natural e na humanidade.

Mudança climática: Mudanças de longo prazo no clima terrestre, incluindo a elevação das temperaturas, mais inundações, mais secas e chuvas menos confiáveis, causadas principalmente pela atividade humana.

Economia Restaurativa: Uma visão que consiste em estruturas econômicas e sociais que deem vida, em que toda a sociedade está comprometida a viver dentro dos limites dos recursos do planeta, mantendo a desigualdade em níveis razoáveis e em que todos tenham as suas necessidades básicas atendidas. 


Pedro, a face de um clima em mudança

Por Kim Hunt

É fácil entender por que o agricultor brasileiro Pedro Santana Oliveira tem enfrentado dificuldades para alimentar a família quando chegamos ao seu pequeno sítio.

O caminho para chegar ao sítio de Pedro, no estado de Pernambuco, no Nordeste do Brasil, é tão arenoso que os pneus de qualquer veículo têm dificuldade para conseguir tração, e essa mesma areia permeia o solo ao redor da sua casa, fazendo com que seja extremamente difícil plantar.

O acesso a água nessa região árida é um problema. Havia um reservatório, mas a mudança climática e a degradação ambiental fizeram com que o reservatório secasse, forçando Pedro e seus vizinhos a fazerem uma caminhada de ida e volta de 11 km, usando burros para buscar água na fonte mais próxima.

Não é de admirar que muitos moradores da região estejam desistindo de cultivar a terra e acabem migrando para as cidades brasileiras, mas muitos enfrentam outras dificuldades quando descobrem que suas habilidades agrícolas são insuficientes para encontrar um meio de sobrevivência nos centros urbanos.

Devido ao apoio de um dos parceiros da Tearfund em sua região, Pedro e seus vizinhos podem permanecer nas propriedades de suas famílias como agricultores.

Pedro recebeu ajuda na instalação de uma cisterna para coletar água nas poucas ocasiões em que chove e eles também implementaram um sistema de irrigação que usa painéis solares para alimentar uma bomba que leva água até vinte famílias!

Pedro recentemente voltou a cultivar para atender as necessidades da família dele e espera poder vender os seus produtos na feira em breve.

Estima-se que cerca de 300 mil pessoas morram a cada ano por causa da mudança climática. Como cristãos, Deus confiou-nos a responsabilidade de cuidar da sua criação e de todos aqueles que vivem dentro dela. Podemos e devemos tomar medidas para permitir que a criação floresça.


>> Acesse mais recursos aqui e aqui.

>> Para acessar todos os estudos da série, clique aqui.

>>> Estudo bíblico retirado da Sessão Nove do livro Viva com Justiça, de Tearfund e Desafio Miqueias. Reproduzido com permissão.

Print Friendly, PDF & Email

Tags: , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário