Jesus e o meio ambiente – Estudo 3 [Tearfund]

Jesus e o meio ambiente

ESTUDO 3 da série de estudos bíblicos produzidos pela Tearfund que nos ajuda a descobrir o que Deus pensa sobre o meio ambiente e qual deve ser a nossa resposta.

I) Aprendendo com os ensinamentos de Jesus

Há muita coisa a se aprender com os ensinamentos de Jesus no Novo Testamento sobre a nossa responsabilidade uns para com os outros.

> Marcos 12:28-31
■ Não queremos ser tratados injustamente, assim, o que significa amar alguém que está sendo tratado injustamente? Que tipos de injustiça as pessoas sofrem hoje em dia? Que tipos de injustiça relacionada com as questões ambientais as pessoas sofrem hoje em dia?

■ De que maneira contribuímos para esta injustiça? Pense sobre o nosso estilo de vida. Ele está contribuindo para a mudança climática? Que atitudes
temos para com o nosso meio ambiente natural?

■ Como Jesus quer que respondamos?

> Lucas 10:25-37
■ Quem é o nosso próximo?

■ Em termos de meio ambiente, quem é o nosso próximo?

■ Quais são as consequências da degradação ambiental para as pessoas por todo o mundo e para as futuras gerações?

■ Que medidas podemos tomar para garantir que possamos satisfazer as necessidades atuais de todos, garantindo que as necessidades das futuras
gerações sejam satisfeitas?

Infelizmente, os seres humanos não têm acesso igual aos recursos naturais do mundo. Por serem pobres, algumas pessoas não têm acesso aos recursos devido à injustiça social ou econômica. As pessoas ricas frequentemente usam mais do que a sua porção justa dos recursos, e, como resultado, outras pessoas podem sofrer. Um exemplo disso é o desmatamento descontrolado para a produção de madeira, que desloca pessoas e destrói a biodiversidade. Outro exemplo é o uso de combustíveis
fósseis, principalmente no Hemisfério Norte rico, que contribuiu muito para a mudança climática global. A mudança climática já está causando impacto, principalmente nas pessoas pobres.

II) Resposta prática

Há muita coisa que podemos fazer para colocar em prática a nossa compreensão bíblica da criação de Deus e a nossa preocupação com ela na vida diária. Os cristãos não se importam com o meio ambiente simplesmente por motivos práticos ou humanitários.

Também somos motivados pelo desejo de amar, compreender e proteger o meio ambiente para glorificar o nosso Deus criador.

Às vezes, importar-se com o meio ambiente e as necessidades dos outros pode ser caro. Podemos descobrir que há pouca coisa que podemos fazer, e os nossos esforços podem parecer inúteis em comparação com o tamanho dos problemas ambientais que existem. Aqui estão algumas questões a serem consideradas nestes momentos:

■ Deus está no controle (Salmos 46).

■ Deus ordenou-nos que vivêssemos desta maneira (Gênesis 1:28; Marcos 12:28-31).

■ Seremos recompensados pelos nossos esforços (Colossenses 3:23-24).

■ Deus quer nos ajudar. Devemos orar pelos problemas que enfrentamos (Lucas 11:1-10).

A Seção 5 do Manual Roots 13 Sustentabilidade ambiental nos ajuda a compreender a necessidade de garantirmos a sustentabilidade ambiental no nosso trabalho e oferece uma ferramenta que pode nos ajudar. A Seção 6 ajuda-nos a colocarmos as nossas crenças em prática, promovendo e defendendo uma abordagem mais justa para o uso atual e futuro dos recursos ambientais.

REFLEXÃO
■ Depois de estudarmos as passagens bíblicas desta seção, aprendemos algo novo?

De que maneira a nossa visão do meio ambiente foi confrontada?

■Como podemos usar estas passagens para inspirar os outros em âmbito de igreja nacional ou local ou com os nossos amigos cristãos a agir e orar para que as pessoas não sejam oprimidas pela pobreza devido às mudanças climáticas ?

Leia mais:

> Estudo 1 da série Tearfund: O meio ambiente do ponto de vista de Deus

> Estudo 2 da série Tearfund: O meio ambiente, os relacionamentos e a lei

Fonte: Sustentabilidade ambiental, Sarah Wiggins, Mike Wiggins, Jude Collins e Sara Shaw, ROOTS da Tearfund, Kit de Ferramentas para a Defesa de Direitos, 2009, Tearfund, Reino Unido.
Print Friendly, PDF & Email

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário