Eu os reduzi a pó, pó que o vento leva. (Sl 18.42.) Não é a poeira das estradas, não é a poeira das eiras, não é a poeira dos desertos, não é a poeira dos lixões, não é a poeira das fábricas, não é a poeira das usinas atômicas, não é a poeira dos vulcões, não […]

Continue lendo →

Todo aquele que ouve estas minhas palavras e não as pratica será comparado a um homem insensato que edificou a sua casa sobre a areia; e caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram com ímpeto contra aquela casa, e ela desabou, sendo grande a sua ruína. (Mt 7.26, 27) Três filhas […]

Continue lendo →

Se Cristo não ressuscitou, não temos nada para anunciar nem vocês têm nada para crer (1 Co 15.14) A morte está morta: Aleluia!  Em toda a Bíblia ninguém escreveu tanto sobre a ressurreição do corpo como Paulo, aquele a quem o Senhor, depois de ressuscitado, apareceu por último. O texto mais longo, mais explícito, mais […]

Continue lendo →

Não há muita diferença entre Paulo e Agostinho: o primeiro diz “o salário do pecado é a morte” (Rm 6.23), e o outro diz “o castigo do pecado é o pecado”. Morte e pecado sempre foram irmãos gêmeos. A dura sentença é de um africano convertido na Europa aos 33 anos, chamado Aurélio Agostinho, mais […]

Continue lendo →

O Filho do Homem está para ser entregue nas mãos dos homens; e estes o matarão; mas, ao terceiro dia, ressuscitará. (Mateus 17.22-23) Em seu discurso no dia de Pentecostes, Pedro declarou à multidão: “Deus ressuscitou Jesus, livrando-o do poder da morte, porque não era possível que a morte o dominasse” (At 2.24, NTLH). Essa […]

Continue lendo →

O Novo Dicionário Aurélio diz que vida é “o espaço de tempo que decorre desde o nascimento até a morte”. O recém-lançado Dicionário de Psicologia Dorsch afirma o mesmo: o curso da vida é “o caminho entre nascimento e morte”. A vida é só isso? Essas definições são seculares, mesquinhas e pessimistas. Sob o ponto […]

Continue lendo →