Ó Deus, tem misericórdia de mim, pois sou pecador e desalmado. Aumenta a minha capacidade de amar e melhora a qualidade de meu amor. Santifica o meu amor.

Revigora o meu amor por ti mesmo, por Jesus Cristo, pela Igreja (que é a noiva de Cristo), por minha esposa, por todos os membros de minha família, por meus irmãos na fé, por minhas ovelhas, por meus vizinhos, por meus companheiros de trabalho, por aqueles que te conhecem e por algum eventual inimigo, se é que ele realmente existe.

Ajuda-me a amar os que falam demais, os que se queixam de tudo, os que vivem se vangloriando, os que estão sempre prontos a falar mal dos outros, os que adoram este mundo e as coisas que nele há, os que têm pimenta na língua e só falam bobagens, os que só pensam em dinheiro, os que não podem ver uma mulher sem a desejar, os que me aborrecem e me incomodam muito.

Estou bem certo de que amar-te de todo o meu coração, de toda a minha alma e de todo o meu entendimento é o grande e primeiro mandamento. Que amar o meu próximo como a mim mesmo é o segundo mandamento. E destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.1

Não me deixes abrir mão do amor. Não me deixes relaxar na prática do amor. Não me deixes abandonar o meu primeiro amor, aquele amor inicial, intenso, dominante e apaixonado.2

Ajuda-me a fazer declarações de amor a ti, a quem não vejo, e a meu irmão, a quem vejo.3 Também à minha mulher e ao netinho recém-nascido. Ajuda-me a criar uma atmosfera de amor em casa, no trabalho e na igreja, em conexão com o espírito do evangelho, e para o bem de todos, inclusive para o meu próprio bem.

Livra-me de um amor barato, sem aproximação, sem ação, sem sacrifício, sem gestos e sem gastos, sem perda de tempo, sem suor e sem lágrimas. Que eu não me esqueça jamais do teu amor para comigo, sendo eu ainda pecador, estando eu ainda morto em meus delitos e pecados, andando eu ainda segundo o curso deste mundo e fazendo eu ainda a vontade da carne. Por causa deste teu grande amor, tu me ressuscitaste com Jesus e me fizeste assentar com ele nos lugares celestiais.4 É deste amor que eu preciso. É precisamente por este amor que eu te rogo. Amém.

Notas
1 – Mateus 22.34-40.
2 – Apocalipse 2.4.
3 – 1 João 4.20.
4 – Efésios 2.1-10.
Texto extraído do livro Súplicas de Um Necessitado. Editora Ultimato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>