Salomão é o mais extravagante de todos os personagens das Escrituras Sagradas. Pode ser chamado, sem erro, de polivalente, superdotado e exagerado. Viveu mil anos antes de Cristo. Era filho de Davi e “da que fora mulher de Urias” (Mt 1.6). Foi educado pelo profeta Natã (2 Sm 12.24-25). Assentou-se no trono de Israel por decisão do próprio pai (1 Rs 1.28-31). Foi uma expressão da misericórdia divina, uma vez que descendeu exatamente da mulher com a qual Davi adulterou. Seu nome está na árvore genealógica de Jesus Cristo, pois “onde aumentou o pecado, a graça de Deus aumentou muito mais ainda” (Rm 5.20, BLH). Salomão foi um fenômeno quanto à capacidade e à diversidade de trabalho.

Salomão escreveu mil e cinco cânticos e três mil provérbios. Dos três mil provérbios, muito menos da metade está na Bíblia, sob o título Provérbios de Salomão. Se cada versículo de Provérbios fosse um provérbio, teríamos então 915 provérbios, somente um terço de toda a sua produção. Acompanhe alguns de seus conselhos:

1. Evite o mal e caminhe sempre em frente; não se desvie nem um só passo do caminho certo.

2. A riqueza que é fácil de ganhar é fácil de perder; quanto mais difícil for para ganhar mais você terá.

3. Afaste-se das pessoas sem juízo porque gente assim não têm nada para ensinar.

4. Peça a Deus que abençoe os seus planos, e eles darão certo.

5. Corrija os seus filhos enquanto eles têm idade para aprender; mas não os mate de pancadas.

6. Ouça os conselhos e esteja pronto para aprender; assim um dia você será sábio.

7. Procure bons conselhos e você terá sucesso; não entre na batalha sem antes fazer planos.

8. Não seja vingativo; confie no Deus Eterno, e Ele fará a justiça a você.

9. Pense bem antes de prometer alguma coisa a Deus, pois você poderá se arrepender depois.

10. Se você não quer se meter em dificuldades, tome cuidado com o que diz.

11. Não se mate de trabalhar, tentando ficar rico, nem pense demais nisso, pois o seu dinheiro pode sumir de repente, como se tivesse criado asas e voado para longe como uma águia.

12. Não fique contente quando o seu inimigo cair na desgraça. O Deus Eterno vai saber que você ficou contente com isso e não vai gostar. E Ele poderá parar de castigar esse inimigo.

13. Não se revolte por causa dos maus nem tenha inveja deles. Os pecadores não têm futuro; eles são como uma luz que está se apagando.

14. Ninguém se elogie a si mesmo; se houver elogios, que venham dos outros.

15. Jovem, aproveite a sua mocidade e seja feliz enquanto é moço. Faça tudo o que quiser e siga os desejos do seu coração. Mas lembre-se de uma coisa: Deus o julgará por tudo o que você fizer.

(Textos retirados dos Provérbios de Salomão e Eclesiastes, na versão A Bíblia na Linguagem de Hoje: Pv 4.27; 13.11; 14.7; 16.3; 19.18; 19.20; 20.18; 20.22; 20.25; 21.23; 23.4; 24.17; 24.19; 27.2 e Ec 11.9.)

Texto originalmente publicado na edição 258 de Ultimato.
  1. É preciso ser extremamente crédulo, de boa fé, para admitir e assumir que os chamados provérbios de Salomão são mesmos de Salomão. Não teria ocorrido ao saudoso Élben que há toda uma literatura sapiencial no período que cobre o reinado de Salomão? Certamente que ele sabia disso. Mas ao atribuir a Salomão o que provavelmente é uma coletânea de ditos, Élben faz o que todo conservador evangélico não se furta a fazer: admitir a natureza escritural e portanto bíblica de declarações que são o que são, sapienciais.

    Assim, se há algum valor nisso aí, valeria a pena acrescentar as fábulas de Esopo como expressão muito menos moralista e mais instigante.

    Élben legou coisa melhor do que simplesmente listar alguns achados que poderiam ser encontrados em quase todas as culturas.

  2. Caro Eduardo

    Você me faz lembrar algumas figuras que vemos na bíblia, que se opunha ao próprio Cristo (Fariseus e Saduceus). Me faz pensar também sobre o Jovem Rico, que se presumia tão importante e que ouviu algo tão simples: “Falta-te uma coisa”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>