Sobre desestrutura e encontros; cuidado e amor   Por Priscila Vieira*   Exaustão. Maravilhamento. Espanto. Amor. Ternura. Fome. Medo. Preocupação. Dor… Algumas sensações que me tomaram nos primeiros dias com a bebê. A minha sensibilidade à flor da pele gerou até piada. As profissionais de saúde que visitam as mães e os recém-nascidos[1] são […]

Read More →

  Para levar à sério as palavras de Jesus             Nos próximos meses vamos publicar aqui no Blog Dignidade! uma série de postagens sobre o movimento norte-americano Red Letter Christians (traduzido aqui como “Os Cristãos da Letra Vermelha”). O movimento liderado por Tony Campolo e Shane Claiborne reúne hoje algumas […]

Read More →

A gravidez causou em mim um impacto reflexivo inesperado. Iniciei uma jornada sem volta em reflexões profundas sobre a condição de mulher. Até aquele momento era atenta às questões de gênero, mas afinal não me sentia assim tão diferente dos homens, especialmente nas metas profissionais. A eminência da maternidade levou-me a pesquisar sobre ‘mães na […]

Read More →

  Em resposta a cinco teses políticas do teólogo reformado Franklin Ferreira   Este texto faz parte de uma série que se iniciou, aqui no Blog Dignidade!, rebatendo algumas teses teológico-políticas que, em linhas gerais, sustentam a ideia de que Socialismo e Cristianismo são concepções de mundos necessariamente concorrentes e ideologicamente incompatíveis. O primeiro post […]

Read More →

Resenha do livro Orientalismo: o Oriente como invenção do Ocidente*, de Edward Said     “Ela nunca falou de si mesma, ela nunca representou suas emoções, sua presença, ou a sua história. Ele falou por e representou ela. Ele era estrangeiro, comparativamente rico, do sexo masculino, e estes foram os fatos históricos de dominação que […]

Read More →

  Em resposta a cinco teses políticas do teólogo reformado Franklin Ferreira   Como ser liberal e conservador ao mesmo tempo? Simples, basta que ambas as palavras se refiram a esferas[2] diferentes do mundo, e da vida, que a conta fecha. Ou pelo menos convence boa parte dos leitores e do público evangélico em geral. […]

Read More →

  Após cerca de 30 anos de vivência evangélica, redescobri a tradição cristã do advento, que me impactou em profundidade. Parte daqueles símbolos que, em meu ceticismo ritual somado à crítica social, eu atribuía somente à cultura de consumo ganharam sentido pleno, como sinais que apontam para as mais densas e transformadoras verdades. É claro […]

Read More →