Julgará com justiça

quinta-feira
quinta-feira

“Senhor, agiliza-nos para servir a nossos próximos que vivem e morrem acossados por pobreza e fome. Através de nossas mãos dá-lhes seu pão da cada dia, através de nosso amor compreensivo dá-lhes paz e alegria.”
MADRE TEREZA DE CALCUTÁ

Meditação

“Deleitar-se-á no temor do Senhor; não julgará segundo a vista dos seus olhos, nem repreenderá segundo o ouvir dos seus ouvidos; mas julgará com justiça os pobres, e decidirá com equidade a favor dos mansos da terra; ferirá a terra com a vara de sua boca, e com o sopro dos seus lábios matará o perverso. A justiça será o cinto dos seus lombos, e a fidelidade o cinto dos seus rins.” (Isaías 11:3-5)

Os pobres e os mansos que vivem entre nós são os que sempre aguardam um governo que olhe para eles, que se interesse pela sua causa, que lute a seu favor. Os ricos e poderosos tem sempre alguém que luta por eles, e a justiça nunca lhes dá as costas. A esperança do reinado de Cristo foi ansiosamente aguardada pelos mansos e pobres da terra, por aqueles que sofrem as injustiças e perversidades do mundo.

Jesus foi manso e pobre, provou em sua carne a dor da traição e do abandono. Por conhecer o sofrimento, ele não julgará e nem repreenderá segundo as aparências, os preconceitos e artimanhas dos homens. Será justo no seu julgar porque a justiça e a fidelidade não se apartarão jamais dele.

Temos julgado segundo o que vemos e ouvimos, ou temos procurado primeiro temer a Deus e ouvi-lo para depois julgar?

Intercessão

Lembre hoje dos pobres e mansos. Ore para que haja justiça e paz e que você seja um instrumento do direito e da justiça divina.

Hino

Ó vinde vós os povos de todas as nações
Erguei-vos e cantai com alegria,
Fazei soar nos ares a nova melodia,
Que Jesus Cristo traz libertação.
É tempo de romper a vil escravidão,
Que em vós exercem homens ou idéias,
É tempo de dizer que só Deus pode ser,
O único Senhor da humanidade.

A verdade vos libertará sereis em Cristo verdadeiramente livres,
Vinde todos sim ó vinde já e celebrai com alegria a vossa libertação.

E vós os oprimidos e vós os explorados
e vós os que viveis em agonia,
E vós os cegos, coxos, vós cativos, sós,
Sabei que em breve vem um novo dia.
Um dia de justiça, um dia de verdade,
Um dia em que haverá na terra paz,
E que será vencida a morte pela vida,
E a escravidão enfim acabará.

Oração

Senhor, ainda há muita injustiça entre nós, muita gente que sofre e vive na mais profunda miséria, muitos que exploram e oprimem sem razão. Vemos ainda muitos velhos abandonados, crianças nas ruas, doentes largados nas sarjetas e corredores de hospitais, gente vivendo em condições desumanas. São pessoas que o mundo esqueceu, mas para quem o Senhor veio. Ajuda-nos a recebê-los como irmãos e irmãs e celebrar com eles a promessa do reino de justiça e paz. Amém.

>> Retirado de Para Celebrar o Natal, de Ricardo Barbosa, disponível para download gratuito.

 

Print Friendly, PDF & Email

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário