Tem compaixão de mim!

sábado
sábado

Uma mulher cananeia desceu as colinas e suplicou: “Misericórdia, Mestre, Filho de Davi! Minha filha está cruelmente afligida por um espírito maligno”. Jesus a ignorou. Mas os discípulos reclamaram: “Ela está nos perturbando. Atenda-a, por favor! Ela vai nos deixar malucos!”. Jesus continuou a ignorá-la, dizendo: “Estou ocupado agora com as ovelhas perdidas de Israel”. Então, a mulher ajoelhou-se diante dele e implorou: “Mestre, ajuda-me!”. Ele respondeu: “Não é certo tirar o pão da boca dos filhos e dá-los aos cães”. Ela foi rápida: “Entendo, Mestre. Mas os cães não comem das migalhas que caem da mesa do dono?”. Jesus disse: “Ah, mulher! Sua fé é impressionante! Pois o que você deseja acontecerá”. Naquele momento, a filha dela ficou boa. (Mateus 15.22-28)

A mulher cananeia com sua simplicidade ousada, total falta de malícia e franqueza persistente ensina-nos a pedir a Cristo aquilo de que precisamos. Muitas vezes, negociamos de forma elaborada e devota, em vez de simplesmente nos lançarmos sobre a misericórdia de nosso Senhor.

Como você se sente com relação aos discípulos nesta história?

“Deus Todo-Poderoso, que vês que não temos poder em nós mesmos para ajudarmos a nós mesmos, preserva-nos tanto no exterior, em nosso corpo, quanto no interior, em nossa alma, para que sejamos protegidos de todas as adversidades que possam acontecer ao corpo e de todos os maus pensamentos que possam atacar e ferir a alma, por meio de Jesus Cristo, nosso Senhor. Amém.”

>> Retirado de Um Ano com Jesus [Eugene H. Peterson]. Editora Ultimato.

Print Friendly

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário