Resumo

Dorothy Sayers, autora britânica de contos de detetive e especialista em medievalismo, brinda-nos com a transcrição de uma palestra sobre a educação medieval, por ela proferida em 1947, na Universidade de Oxford. Após uma crítica à escassez de bons escritores e bons textos na sua época, que saibam conduzir um debate, livre de falácias lógicas, erros gramaticais, estilo e beleza, ela aborda a parte das artes liberais, denominada “Trivium”. Longe de serem conteúdos, como no caso do Quadrivium, tais disciplinas são como “ferramentas” universais do estudo, que facilitam a aprendizagem e a tornam mais prazerosa. Embora elas tenham se perdido ao longo da história, elas têm tudo para serem resgatadas e adaptadas ao contexto atual. A autora encerra com uma chamada para o retorno à “velha disciplina” que se tornou tão rara nas escolas, cada vez mais dominadas pelos conteúdos, e o desenvolvimento das mais variadas “competências” e “habilidades.”

Continue lendo →

Oi PessoALL, O texto acima, da Dorothy Sayers, à qual estou dedicando meu atual doutorado, foi por mim re-traduzido com comentários. Trata-se de uma autora que fazia parte não oficial dos Inklings (grupo que reunia C.S. Lewis, J.R.R. Tolkien, entre outros. Nessa palestra transcrita, ela, que era autora de contos de detetive que foram adaptados […]

Continue lendo →